O bê-á-bá da barba

O movimento dos adeptos dos pelos faciais cresce a cada dia (e elas gostam). Só que uma barba bonita precisa de alguns cuidados. Aprenda como cuidar da sua

O bê-á-bá da barba

No prêmio da academia de cinema e televisão britânica, o Bafta, no início deste ano, os principais nomes do meio apareceram barbudos no tapete vermelho. Quando homens como George Clooney, Ben Affleck, Hugh Jackman e até Tim Burton surgem com a barba por fazer, significa que a moda já vingou. Na cena nacional, um dos estopins foi quando o galã Cauã Reymond deixou a sua crescer para a novela Cordel Encantado de 2011. “No caso da barba, vale oito ou oitenta”, afirma o cabeleireiro Anderson Santos, do Barber Shop by Marcos Proença, em São Paulo. “Se for para tê-la, melhor ela estar impecável. Barba malcuidada deixa o homem com cara de sujo e maltratado. Já a barba usada da maneira certa dá um ar de seriedade.” Para ter uma barba impecável, o primeiro passo é lavá-la diariamente com o mesmo xampu do cabelo – assim os dois ficam com a mesma textura, brilho e cheiro. Para secá-la, use uma toalha. Evandro Ângelo, do salão C. Kamura, em São Paulo, indica passar óleo de argan antes de penteá-la – sim, é bom pentear a barba – “para desembaraçar os fios, preservar a maciez e ainda perfumá-la”. Anderson Nápoles, da Barbearia 9 de Julho, também localizada em São Paulo, afirma que vale aparar a barba de cinco em cinco dias, dependo do volume e do tamanho dela.

Nunca teve barba? Se quiser cultivar uma, o ideal é deixar os pelos crescerem primeiro, para só depois fazer o desenho. Geralmente, basta limpar a área do pescoço abaixo da mandíbula e tirar os pelos que nascem na área da bochecha. Idealmente, o primeiro desenho deve ser feito por um profissional, que também saberá dizer que tipo de barba funciona melhor para seu formato de rosto. Para Anderson Santos, “o desenho varia com o perfil do homem. Se você tem um cabelo todo arrumado e trabalha de terno, fica desleixado não limpar o pescoço e a bochecha. Mas, se o seu cabelo for mais bagunçado, também é estranho ter uma barba toda aparada”.

Na hora de aparar em casa, a melhor maneira é usando máquina, mesmo nas áreas mais rentes (se for aparar com um profissional, o método pode variar entre navalha, tesoura e lâmina). Para não se machucar, faça isso logo após o banho ou após uma compressa com toalha quente – e sempre siga no sentido em que nasce o pelo. Se a barba tiver falhas, a dica de Douglas Ferraz, hair stylist e designer de barba do Circus Hair, é deixar os pelos mais compridos. Dessa forma, os fios cobrem os buracos.

Segundo a dermatologista Raquel Vieira Machado, da paulista RVM Dermatologia, o maior problema dos homens barbudos é a foliculite, aquelas bolinhas que parecem espinhas. Além do uso de cremes com antibióticos e antiinflamatórios, ela também indica, para casos crônicos, algumas seções de depilação a laser no local.

O bê-á-bá da barba
O bê-á-bá da barba