Alonso anuncia que vai disputar as 500 Milhas de Indianapolis

Piloto espanhol parece ter cansado de correr na parte de trás do grid da F1 e anunciou aventura na Fórmula Indy

Se esta notícia fosse divulgada no primeiro de abril, ela entraria no grupo das melhores brincadeira da data, porém ela é real: em anúncio chocante, Fernando Alonso, piloto da equipe McLaren de Fórmula 1 anunciou que vai abrir mão de disputar o GP de Monaco para correr na tradicional prova das 500 Milhas de Indianapolis.

O comunicado foi feito na manhã desta quarta-feira (12) na sede da McLaren em Wöking. O espanhol vai correr representando a McLaren, que retorna a corrida mais tradicional dos Estados Unidos após 38 anos. Seu carro será operado pela Andretti, e usará o chassi padrão da Indy, DW12, e o motor Honda 2.2 l V6 Biturbo — que na categoria é um dos melhores disponíveis, ao contrário do que acontece na Fórmula 1.

mclaren-alonso-indy-500-f1-motor-vip

(Divulgação/Reprodução)

A relação entre McLaren e Andretti vem de longa data: Michael Andretti, atual chefe executivo da equipe da Indy  correu na escuderia em 1993 ao lado de Ayrton Senna. Além disso, o fato de usarem a mesma marca de motor facilitou a realização do sonho de Alonso, que já declarou desejo de participar da corrida clássicas de outras categorias como as 500 Milhas e 24hrs de Le Mans.

Para a prova, o carro de Alonso será pintado com a clássica cor laranja-papaya usado por Bruce McLaren e Johnny Rutherford em 1974 e 1976, anos que a escuderia venceu a clássica prova.

“Eu ganhei o GP de Monaco duas vezes, e uma das minhas ambições é vencer a tríplice coroa — Monaco, Indy 500 e 24hrs de Le Mans— o que foi atingido por apenas um piloto na história: Graham Hill. É um desafio duro, mas estou apto a isso. Não sei quando vou correr Le Mans, mas pretendo fazer isto um dia. Tenho 35 anos então tenho bastante tempo para isso” declarou Alonso sobre sua nova empreitada.

A McLaren ainda não anunciou que irá assumir o lugar do espanhol para Monaco, porém está sendo ventilada a volta pontual de Jenson Button, que tirou ano sabático do automobilismo.