MINI Cooper S Countryman ALL4, o baixinho invocado

O novo Countryman está maior do que nunca sem perder o charme de ser MINI

Já percebeu que todo baixinho tem mania de enfiar meio centímetro em sua altura final? “1,63 e meio”, teima em dizer um nem-tão-grande amigo meu. E quando dá para ser marrento? Quem viu Romário jogar sabe o que estou dizendo. O novo lançamento da marca mais queridinha de quem prefere os pequenos frascos junta tudo isso. O Countryman é o maior automóvel já criado pela MINI desde 1959 – foram adicionados 20 centímetros em relação ao modelo anterior. O motor segue potente, respondão.

mini-cooper-motor-carro-vip

O teste passou até pela neve (Divulgação/Reprodução)

Previsto para rodar no Brasil a partir de abril, o novo Countryman foi testado com exclusividade por duas revistas da Editora Abril, a VIP e a QUATRO RODAS, na cidade de Portland, na Costa Oeste dos Estados Unidos. Famosa pela cultura hipster e natureza exuberante, a cidade é um polo de criatividade e inovação mundial. Para ser perfeita precisaria apenas ter mais dias de sol. Foi sob chuva e neve que testamos o baixinho invocado. Confesso que mesmo morando aqui há quase dois anos estava receoso para dirigir nessas condições. Outra dúvida: será que iria me sentir como um passageiro de classe econômica da Aeroflot, do alto do meu 1,85 metro? Que nada, o MINI é realmente máxi por dentro. Pelo menos na parte da frente o espaço interno está mais para classe executiva do que econômica.

Mini Cooper S Countryman ALL4
Motor: 2.0 – 4 cilindros
Potência: 192 cavalos
O a 100 km/h: 7,2 s
Máxima: 222 km/h
Preço: a partir de R$ 144.950

O modelo esportivo Cooper S Countryman ALL4, top de linha da nova edição, tem motor 2.0 de quatro cilindros, 192 cavalos de potência e tração contínua nas quatro rodas com um sistema inteligente que calcula a distribuição de força em cada uma delas automaticamente. Aqui enfrentamos neve, no Brasil ele seria valente na lama. Ressalva para a proximidade ao solo: ter a dirigibilidade de um kart talvez não ajude nas esburacadas ruas brasileiras. Na estrada ele é uma delícia, seu câmbio automático Steptronic de oito velocidades permite mudar as marchas manualmente. Quase tudo é novo no Countryman, modelo lançado em 2010, o primeiro quatro portas da marca inglesa.

mini-cooper-motor-carro-vip

O confortável espaço interno (Divulgação/Reprodução)

Números são importantes também, vamos a eles: além dos 20 centímetros mais longo, o novo carro é 3 centímetros mais largo. A distância entre eixos cresceu 7,5 centímetros, possibilitando maior conforto para os passageiros. Na pista atinge 100 km/h em 7,2 segundos, 0,9 segundo mais rápido que a versão anterior. Três versões serão importadas para o mercado brasileiro, com preço inicial de R$ 144.950. Cerca de 17 mil MINIs já foram vendidos no país desde 2009. Os detalhes, acabamentos, ergonomia, motores e design investidos neste carro mostram como a BMW, grupo alemão que comprou a MINI em 1994, aposta – literalmente – no crescimento do seu caçula. A reformulação do Countryman ouviu a principal demanda de seus consumidores: mais espaço sem perder a identidade da marca.

mini-cooper-motor-carro-vip

O sistema de navegação Connected (Divulgação/Reprodução)

Ao chegar de volta ao Vintage Hotel, entendi por que os consumidores do MINI são tão apaixonados. Seu design é inconfundível, cabe em qualquer lugar, é potente e seguro e ainda tem o Mr. Bean como principal garoto-propaganda. Quer saber ainda mais sobre esse pequeno possante? Aí vai ter de comprar a QUATRO RODAS deste mês para ler realmente uma matéria sobre automóveis.

mini-cooper-motor-carro-vip

Detalhe do motor 2.0 (Divulgação/Reprodução)