Clint Eastwood ensina, nós aprendemos (13 lições de ouro)

O ator e diretor mais durão de Hollywood festeja seus 80 anos neste mês. É uma boa hora para prestarmos mais atenção naquilo que ele fala

São tempos difíceis para o homem. Ele está no limiar entre usar um jeans desbotado e rasgado ou uma calça saruel supertendência; entre ostentar o peito peludo ou depilá-lo por completo; entre usar o olho preto devido a hematomas de uma briga de bar ou devido ao lápis de olho – caso se trate de um emo, naturalmente. Sim, meu caro, esta é uma época de dúvidas na cabeça acostumada a só pensar em sexo, cerveja, sexo, futebol, sexo, mulher, sexo, trabalho e sexo. Uma boa maneira de se guiar em meio a incertezas é escolher boas referências. Você pode, por exemplo, se inspirar em Cristiano Ronaldo se quiser trilhar o caminho da metrossexualidade. Mas, se você optar pelo rumo da virilidade a toda prova, seu guia se chama Clint Eastwood. Bravo. Macho. Viril. Ele completa 80 anos de vida neste mês e, para comemorar, vasculhamos entrevistas dadas à imprensa estrangeira, fatos de sua vida e cenas de trabalho para elaborar estas 13 lições que podem lhe ser muito úteis.

NUNCA SE INTIMIDE
Como passou a juventude cruzando cidades californianas com sua família, Clint era sempre o novato da escola. Tímido, seria presa fácil para os fortões. Mesmo sem muita aptidão para se relacionar, virava o bicho quando algum grandão mexia com ele. “Boa parte da minha infância eu passei batendo nos fortões”, disse Clint à revista Esquire.

PROTEJA AS DAMAS
Essa máxima ainda vale hoje em dia. Quando uma moça está em perigo, o macho de verdade sai em sua defesa. Como no filme Gran Torino, quando Walt Kowalski, personagem de Clint, sai à caça da gangue que machucou a pobre Sue.

USE CAMISINHA
Aqui na verdade o exemplo de Clint é a antilição. Ele teve duas mulheres – Maggie Johnson, de quem se divorciou em 1986, e sua atual, Dina Eastwood. Com elas, teve três filhos. Ao contrário dos caubóis com mira certeira que sempre interpretou, Clint atirou para todos os lados e, fora dos casamentos, teve outros quatro filhos. No total, são sete filhos com cinco mulheres diferentes. Já imaginou quanto você gastaria com pensões?

TENHA PAIXÕES NESTA VIDA
Pode ser uma mulher, um cão leal ou um possante envenenado. Ou as três coisas. Mire-se de novo em Walt Kowalski, que teve uma Dorothy (a falecida esposa); uma Daisy (a labradora); e um Gran Torino de 1972 (o carrão).

TOME PARTIDO
Seguindo a ideia do “faça você mesmo”, Clint não esperou que os governantes garantissem o bem-estar da pequena cidade de Carmel-by-the-Sea, na Califórnia. Ele próprio se candidatou à prefeitura, em 1986. Venceu com 72,5% dos votos. Durante sua gestão, buscou um equilíbrio entre a preservação da natureza e o desenvolvimento econômico local.

SAIBA ADMIRAR MULHERES NATURALMENTE BELAS
O cara é fã da beleza sem retoques. Curte especialmente a estética natural das atrizes dos anos 1940, como Katharine Hepburn, Bette Davis e Ingrid Bergman – elas não se entupiam de corretivo facial nem tinham “a mesma expressão de Botox”. Se você só vai atrás de meninas maquiadas, cuide-se: uma hora as máscaras – faciais – caem.

ABRA A MENTE PARA FECHAR O CORPO
Você não precisa gostar de tudo que a juventude inventa a cada dia, mas é sempre bom manter-se atualizado com os mais novos. “Este é o segredo da vida, na verdade: nunca pare de aprender”, diz o guru Eastwood, que afirma aprender algo novo todos os dias com a molecada – e mesmo assim não entende por que raios os jovens usam tantos piercings.

TENHA PERSONALIDADE
Dedique-se a algo que você realmente gosta, mesmo que não esteja na moda. Clint é um fanático por jazz e sempre que possível insere o estilo musical nas trilhas de seus filmes. Fora isso, já fez um documentário sobre o pianista Thelonious Monk e dirigiu um dos episódios da série The Blues, projeto colaborativo idealizado por Martin Scorsese que propunha tratar o gênero musical.

TENHA FOCO
“Os detalhes menores são menos importantes. Vamos nos ater a coisas importantes”, diz ele.

JOGUE LIMPO
Mesmo em situações conturbadas, o homem de verdade joga limpo. Em Os Imperdoáveis, Bill Munny, personagem de Clint, grita aos comparsas do caubói que ele acabou de balear para que levem água ao moribundo. Promete não acertá-los. Os homens levam o cantil, e Munny cumpre com sua palavra…

MAS NÃO EXAGERE
“Eu não quero ser politicamente correto. Estamos todos perdendo muito tempo e energia tentando ser politicamente corretos em relação a tudo.”

SEJA GRATO
Só grandes caras sabem ter gratidão. Seja para quem lhe empresta o isqueiro, seja para quem lhe doa um órgão. Em Dívida de Sangue, na pele do agente aposentado Terry McCaleb, Clint volta à ativa e passa a investigar a morte da mulher que lhe doou o coração.

NÃO SEJA ESCRAVO DO DINHEIRO
“Eu não sei se isso vai dar lucro, mas acho que posso fazer um filme que vocês terão orgulho de ter no acervo”, disse Clint aos cartolas da Warner Bros, acerca de Sobre Meninos e Lobos. O filme rendeu US$ 157 milhões, dois Oscars e orgulho para todo mundo.

—————————

TODA A MACHEZA
Desde fevereiro, está à venda nos EUA a coleção Clint Eastwood: 35 Films, 35 Years at Warner Bros. É o maior box de um único artista disponível por aí, com 19 DVDs. São 34 filmes em que Clint atuou ou que dirigiu, de O Desafio das Águias a Gran Torino, além do documentário The Eastwood Factor, com cenas de bastidores do trabalho e da vida pessoal. Na Amazon.com, o pacote sai por US$ 127,49 (mais frete e impostos).