Mister Simpatia: conheça 7 comportamentos que matam seu carisma

Aprenda aqui a etiqueta essencial para o dia-a-dia

E quem nunca sentiu aquela sensação confortável de estar na presença de alguém carismático? O carisma é muito importante, pois passa autoridade e uma fascinação irresistível em outras pessoas. Queremos estar perto de pessoas que nos transmitem esta sensação.

Mas o que faz uma pessoa ter carisma e outra não? Carisma é algo que todo mundo tem dentro de si, mas pode ser melhor desenvolvido e fazer com que as pessoas possam se conectar de forma mais evidente com os outros. Assim, elas podem impactar a maneira como são vistas.

A coach de imagem e reputação Nathana Lacerda listou 7 comportamentos que acabam com o carisma de qualquer pessoa e ainda as fazem ter uma péssima imagem de quem transmite esta sensação.

Interromper

Quando uma pessoa está falando e a outra está todo tempo cortando o assunto, por exemplo. “Deixar os outros falarem e ouvir com atenção é demonstrar interesse”, explica a especialista. Ela aconselha segurar a ansiedade e esperar a outra pessoa terminar o raciocínio para então se colocar.


Não acho isso

O segundo comportamento é ser uma pessoa que, a todo tempo, está discordando ou sendo sarcástica. Segundo a coach, se alguém dá uma opinião com a qual alguém não concorda, é preciso prestar atenção na sua expressão facial e corporal. “Mantenha-se focado na conversa, isso também é sinal de respeito”, aponta a coach.


Ficar à vontade demais

Sabe aquela situação na qual alguém vai conversar com uma pessoa e esta se joga na cadeira ou no sofá de forma bem esparramada? “Esta imagem transmite que a pessoa está cansada e demonstrando desinteresse”, afirma Nathana.


Foco em outras coisas

Muitas pessoas já viveram a situação de falar e ter como reação o interlocutor rabiscando em um papel. “E isso não é só quando rabisca com uma caneta, mas também respondendo a mensagens em aplicativos ou digitando” aponta a coach. Segundo a especialista, não tem coisa mais desagradável que ouvir “pode ir falando estou escutando”. Isto soa muito indiferente.


Cruzar os braços

deadpool-cultura-vip

(DIvulgação/Fonte padrão)

Esta é uma expressão corporal de defesa. “É como se você não estivesse aceitando o que pessoa está te falando, ou está resistente às ideias e ao argumento”, explica. A coach de reputação destaca que, mesmo que a pessoa não entenda de linguagem corporal, este é um código do próprio corpo e existe uma percepção de receptividade do outro.


Ser hipnotizado

Olhar nos olhos e manter contato visual é importante! Mas ficar observando o outro sem nem piscar é quebrar o carisma, por incrível que pareça. “Olhar para uma pessoa 100% dentro dos olhos é assustador” aponta a especialista. Ela indica que quem faz isso pode ser julgado como diferente e até assustador.


Sou superior

Este último é uma postura muito ruim. Muitos querem tanto se colocar que deixam o peito aberto, queixo muito acima e rosto muito sisudo. Desta forma, a imagem que se passa é de uma postura de superior. Contudo, a coach alerta “Uma postura curvada parece estar desanimado.” De acordo com Nathana, sorrir e manter contato visual faz uma pessoa ser agradável e acessível.