Se organizar todo mundo transa! Pelo menos na Vila Olímpica, essa frase é 100% verdadeira

A Revista Superinteressante fez as contas e garante: cada atleta deve transar 6 vezes por dia nos jogos

O Comitê Olímpico – confiando no potencial dos atletas – decidiu distribuir  450 mil preservativos na vila olímpica durante os jogos.  Com esse número em mente, a Revista Superinteressante (vizinha da VIP, aqui na Editora Abril) fez uma conta básica: com tanta camisinha disponível, cada atleta receberá, mais ou menos, 45 preservativos cada um. Três por dia de competição. Levando em conta que cada dupla olímpica só precisa de uma camisinha a cada round, a média de relações sexuais esperada pelo Comitê é de seis por pessoa a cada dia de competição. Mais: como um quarto dos atletas tende a não entrar na brincadeira, os 75% sexualmente ativos precisarão superar essa marca.

E como a prática já era famosa em outras cidades que receberam os jogos, parece que a tarefa não vai ser tão difícil assim. O nadador americano Ryan Lochte, por exemplo, contou à ESPN que 75% dos atletas fazem sexo livre nas concentrações. Junto a isso, imagine o clima da competição: muita gente bonita no mesmo local, um clima de união e espírito olímpico no ar e, para completar, muita, mas muita mesmo, energia para gastar. Ainda segundo a Super, a quantidade de energia que um atleta de ponta tem estocada nas células é inimaginável para gente como a gente.   E ai, ficou com inveja dos atletas olímpicos? Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.