Lollapalooza: prepare-se para o fim de semana mais intenso do ano

Entre copos de chope, shows frenéticos e muita caminhada, o festival de música vai exigir muito do seu corpo – e vai valer a pena

O fim de semana do Lollapalooza 2017 está chegando e, se você tem presença garantida nos dois dias de evento, é provável que, na segunda-feira, sinta como se suas pernas tivessem sido amassadas por um rolo compressor. Sim, festivais de música são divertidos, mas exigem de rockeiros o físico de um maratonista. Os 600 mil m² do Autódromo de Interlagos estarão à espera de mais de 100 mil pessoas andando freneticamente entre os palcos para ver seus artistas preferidos.

Mas isto não significa, necessariamente, que você vai voltar para casa no domingo com os quilos a menos que tentou perder durante todo o verão. Com tanto chope, hot-dog e mini churros à disposição, o seu comportamento durante o festival é que vai definir se você deixará ou não algumas calorias no autódromo.

Como sempre, a VIP quer ajudar você, leitor e amante da boa música, a curtir o final de semana de um jeito saudável e prazeroso. Abaixo, está servida uma porção de informações preciosas para ganhar essa insana maratona que será o Lolla!

    A chegada

    O melhor jeito de chegar ao Lollapalooza é de transporte público, mas prepare-se: da Estação Interlagos da CPTM até de fato entrar no autódromo são quase 2 km de caminhada. O festival começa por volta do meio-dia, ou seja, provavelmente o sol estará batendo na sua cabeça, o que tornará o trajeto ainda mais penoso. Mas não desanime. Na verdade, se você não faz questão de nenhum dos shows do início, o melhor é deixar para chegar um pouco mais tarde e evitar esse calor. De toda forma, vale a pena levar uma garrafa de água e ir se hidratando durante o caminho e não esqueça de usar protetor solar (veja este link sobre o assunto).

    As bebidas

    Todo mundo já está cansado de ouvir que é importante beber um copo de água depois de consumir qualquer bebida alcóolica. Ainda assim, a cerveja continua sendo a bebida preferida da galera durante o festival – ah, vá! Em 2015, foram consumidos 250 mil copos de chope contra apenas 90 mil copos de água. Além de todo mundo querer ficar mais “solto” para os shows, sempre tem um ambulante vendendo um chope gelado perto de você. Fique ligado para combinar bem as duas: juntas elas podem fazer você curtir ainda mais. Duvida? Veja aqui a razão.

    Os shows

    Existem diversas formas de curtir um festival de música. Tem os que estacionam a canga perto do palco principal e não arredam o pé. Outros fazem um planejamento de quais shows precisam ver e não param de transitar entre um palco e outro. E, é claro, o cara que vai para o palco eletrônico e some do planeta por algumas horas. Se você ainda não sabe quem é no Lolla, a VIP preparou este teste para você. Mas, caso você já saiba exatamente o tipo de fã que é, chegou a hora de contar as calorias que vai queimar (e checar se suas pernas vão aguentar o baque).

    O mapa

    O fim da maratona

    Chegou ao fim a maratona do Lollapalooza? Hora de botar as pernas para cima? Ainda não! Antes você precisa chegar em casa, não é mesmo? Ou seja, você vai voltar de transporte público e encarar mais quase 2km de caminhada para a estação da CPTM (como se seu corpo não estivesse cansado o suficiente). E aí, qual o balanço final para a sua saúde? Abusou na cerveja e nas comidinhas gordurosas? Dançou durante o festival inteiro? Se você está com preguiça de contar as perdas e ganhos, ficam aqui os três resultados mais prováveis:

    Lollafitness: Você viu todos os shows que queria, sem se preocupar com a distância entre os palcos, e dançou muito ao som das suas bandas preferidas. Para matar a sede, uma cerveja para cada duas águas. Foi precavido e levou algumas barrinhas de cereal que conseguiram segurar a fome até o jantar. Resultado na segunda-feira: algumas poucas dores musculares, nenhuma ressaca e muitas calorias queimadas.

    Lollaextreme: O negócio para você é aproveitar ao máximo tudo que o festival tem a oferecer. Então, não parou de dançar um segundo – boa parte do tempo na pista eletrônica –, mesmo porque já estava bêbado das cervejas que tomou ao longo do dia. Quando bateu a fome, apelou sem medo para as comidas gordurosas. Resultado na segunda-feira: muitas dores nas pernas e muita ressaca, mas pelo menos não ganhou ou perdeu peso. O mais importante é a sensação de que valeu a pena.

    Lollasedentário: Quando você pensa em festival, você se imagina trocando uma ideia com seus amigos, sentado em uma canga e ouvindo uma boa música ao fundo. Passou um ambulante vendendo cerveja? Perfeito. As barras de cereal ficaram em casa — foi o prato gourmet de boteco que chamou sua atenção. Resultado na segunda-feira: Fora a leve ressaca, acordou sem muitas dores no corpo. No fim, acabou consumindo calorias em excesso.

    (Gifs e fotos: reprodução do YouTube. Todos os cálculos de gastos calóricos foram baseados em um homem adulto de 80kg e podem variar de pessoa para pessoa. Valores calóricos de alimentos segundo o site calorias.org.)