Bourne, Jason Bourne

Trilogia Bourne deu ao menos uma vital contribuição à cultura pop em forma de conselho: assim como seu protagonista, é bom sempre ter uma rota de fuga ao entrar em um ambiente desconhecido. Se o tempo for justo, esse conselho será tão difundido como aquele de Sun Tzu popularizado por O Poderoso Chefão: mantenha seus amigos próximos, e seus inimigos ainda mais próximos.

Por três filmes, a sobrevivência de Bourne dependeu inteiramente do conhecimento de rotas de escape. Conseguiu despistar tanto a CIA quanto vilões de uns quatro continentes. Com o novo O Legado Bourne, Matt Damon é substituído por Jeremy Renner, numa tentativa dos produtores de criarem nos Estados Unidos uma franquia de filmes de ação tão duradoura quanto a do espião inglês James Bond.

O Legado começa com o que deu início à trilogia anterior, mas nunca foi mostrado: apresenta finalmente como são recrutados e treinados os soldados da operação Treadstone, que consiste em apagar a identidade de seus membros e transformá-los em assassinos a serviço da CIA. Descobrimos que a operação recrutava vários “Bournes” e que a CIA, agora sob investigação, vai tratar ela mesma de limpar os vestígios desse programa, apagando um a um os membros que treinou. A trama dá gás para toda uma nova e promissora trilogia.

Grandes momentos da trilogia Bourne

1. Em A Supremacia Bourne, está uma das perseguições de carro mais tensas do cinema, quando Bourne foge do assassino Kirill pelas ruas de Moscou. É uma sequência que se iguala às clássicas de Operação França e Bullitt.

2. O Ultimato Bourne traz a melhor perseguição a pé da série. Bourne pula de um apartamento para outro atrás do assassino Desh, que está perseguindo a mocinha Nicky. Parkour, leis da física desafiadas e uma trilha sonora que parece um samba do capeta só ajudam na tensão.

3. A Identidade Bourne é o primeiro e mais comportado filme da trilogia com Matt Damon. Mas é o que possui a troca de sopapos mais agonizante, quando Bourne usa uma caneta para se defender de um assassino armado com uma faca.

Matéria publicada na Revista VIP de agosto de 2012.