VIP 10: mulheres inspiradas comandam a nova playlist da redação

Lista tem vozes de várias gerações: da veterana Chrisse Hynde dos Pretenders à jovem Alynda Segarra do grupo Hurray for the Riff Raff

Novas faixas na VIP 10, nossa playlist no Spotify. O destaque é para vozes femininas de várias gerações. Na abertura, a intensidade sensível de Alynda Segarra, moça do Bronx nova-iorquino que é a cantora da banda Hurray for the Riff Raff, de Nova Orleans.

Também há Fernanda Takai, da banda mineira Pato Fu, numa faixa do novo álbum ao vivo de sua carreira solo: uma cover de “Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme”, clássico do ícone da música brega Reginaldo Rossi.

A veterana Chrissie Hynde comparece com um rock de sua banda Pretenders. Em contraponto, há a novíssima Alexandra Savior, de 21 anos, que por enquanto lançou apenas singles (mas o álbum de estreia está para sair).

Para arrematar, Imelda May, que surgiu com um estilo retrô há alguns anos, partiu para um trabalho mais intimista. Na música “Black Tears”, ela conta com a participação do mítico guitarrista Jeff Beck.

As faixas sem vocais femininos da playlist são dignas de menção também: o jazz moderno de Trombone Shorty, o country-rock sarcástico de Old ’97 e o toque vintage do grupo Chicano Batman. 

Estas dez faixas vão ficar por um período na VIP 10. Depois, serão trocadas por outras dez faixas e transferidas para a playlist VIP 2017.

As faixas da última VIP 10 já estão lá na VIP 2017.