Gosta de muay thai? Então não perca este evento

O primeiro GP do Epic Muay Thai acontece neste domingo com promessa de muito soco, chute e joelhada

Muitos socos, cotoveladas, joelhadas e chutes. Lutadores ágeis, combate animado. É essa a promessa — e, geralmente, a garantia — de um bom evento de muay thai. Como o torneio que começa este fim de semana em São Paulo, o Epic Muay Thai, que, em sua segunda edição, vem repaginado e turbinado. Idealizado por Ivam Batista, um dos precursores do esporte no Brasil, o Epic é um torneio em que os 16 melhores atletas de muay thai brasileiros de uma categoria se enfrentam, divididos em duas chaves de oito lutadores. As lutas da primeira delas acontecem no domingo, a partir das 19h, no Clube Hebraica.

O Epic teve sua primeira edição em fevereiro do ano passado, no Clube Pelezão, na Lapa (SP). Dos GPs saíram o campeão da categoria 65 quilos, Wagner Victor, de Goiânia. O atleta conseguiu patrocínio depois do campeonato e hoje mora na Tailândia, onde luta profissionalmente. Desta feita, o Epic selecionou os 16 melhores atletas da categoria até 57 quilos. No primeiro GP, saem dois campeões de suas respectivas chaves. O segundo GP, com mais dois campeõs, está marcado para o dia 14 de maio. A final, em que os quatro se enfrentam, para o dia 11 de junho. O evento vai dar 15 mil reais ao vencedor este ano. E as lutas terão transmissão na televisão, pelo Canal Combate. As duas primeiras serão transmitidas nos dias 14 de abril e 25 de maio, respectivamente. A final vai passar ao vivo.

“No segundo semestre, nossa ideia é selecionar atletas internacionais também”, afirma a consultora financeira Lara Schaider, que se associou a Ivam Batista nesta edição. “Queremos que o Epic vire uma referência de evento de muay thai. Vamos colocar o muay thai brasileiro no radar do mundo e fortalecer os atletas nacionais. Eu sonho alto mesmo.”

O esporte, originário da Tailândia, tornou-se nos últimos anos um dos mais populares do país. É a segunda arte marcial mais praticada por aqui, atrás do jiu-jítsu, e a primeira  entre as lutas em pé, segundo uma pesquisa de 2013. Ivam Batista é mestre de muay thai há 25 anos e tem convênios com centros de treinamento do esporte na Tailândia. Diretor de Federação Paulista de Lutas e Arts Marciais (Feplam) há 12 anos, já organizou quase 200 eventos do esporte. Curiosidade: por seus treinos já passaram famosos como as apresentadoras Sabrina Sato, Gianne Albertoni e Rafa Brites (não é coincidência ter tanta mulher: elas já são 50% das alunas de muay thai nas academias paulistas).

Ainda há ingressos à venda para o Epic Muay Thai. Eles podem ser adquiridos na TicketFácil, aqui, por preços a partir de R$ 45 (ingressos promocionais).

Epic Muay Thai

Dia 02/abril, às 19h

Clube Hebraica, rua Hungria, 1000, Pinheiros, São Paulo