Satisfaça a sua gata

Satisfaça a sua gata

Reunimos a opinião de 17 mil mulheres para mostrar o que elas pensam sobre sexo e o que esperam de você, não só na cama, mas também fora dela

Por: as 4:33 pm em 18/05/2009


Satisfaça a sua gata


Difícil entender o que uma mulher espera de você, não é? Difícil, mas não impossível. Para ajudá-lo nessa missão, fizemos uma força-tarefa: reunimos a opinião de 17 mil mulheres, que foram ouvidas em enquetes nos sites da VIP e das revistas Gloss e Nova e em duas pesquisas: o Projeto Mosaico Brasil (o maior levantamento sobre sexo e afeto já feito no país, que teve seus dados divulgados recentemente) e a Durex Global Sex Survey, realizada com mulheres de 26 países no ano passado. Com base nos resultados, estabelecemos seis pontos fundamentais para você satisfazer a sua mulher, comentados por duas especialistas em sexo, a psicóloga Cláudia Faria e Fátima Mourah, autora dos livros Sexo, Amor e Sedução e Sexo para Mulheres Casadas.

1- Pergunte que ela gosta

Uma mulher feliz na cama sabe muito bem o que quer. O problema é que você não sabe o que ela quer? Fácil: 78% das mulheres ouvidas nos sites das revistas Nova, Gloss e VIP disseram que gostam de falar sobre suas preferências na cama.

E uma em cada duas afirmou que a melhor forma de você entender essas preferências é perguntando. Além disso, quatro em cada dez sugerem que o homem observe o que elas fazem com ele e as imitem. Simples assim. “A mulher fica confortável quando o homem pergunta o que ela quer para ter mais prazer”, diz Fátima Mourah. “Em um relacionamento, é preciso saber do que o parceiro gosta. Não adianta ler manuais de como ser quente na cama, como excitar alguém”, concorda a produtora Kessie Bianco, 24 anos. “Eu falo o que gosto, como quero.” Para a psicóloga Cláudia Faria, as mulheres estão, sim, mais abertas para pedir o que querem, mas muitas ainda se sentem constrangidas. “Nesse caso, o homem deve estar atento aos sinais não-verbais. Um gemido, um som ou a forma como ela mexe seu corpo são bons sinais para perceber sua satisfação.”

2 – Não critique outras mulheres

Mulheres satisfeitas sabem que são gostosas: 85% das que responderam às enquetes nos sites disseram que estão felizes com seu corpo. E 73% também sabem que seus parceiros as acham sexy. Mas, mesmo assim, um elogio sempre cai bem. “Quanto mais o cara elogia, mais a mulher se solta na cama”, diz a fisioterapeuta Marcela Jorge, 29 anos. “Eu sou assim. Gosto dos meus seios e acho o máximo quando sou admirada.” Um conselho dessas mulheres: não critique o corpo de outra mulher na frente da sua (ou da que você está querendo). “O prazer da mulher tem muito a ver com o fato de ela se sentir desejada”, diz Cláudia Faria. “Quando o homem fala mal de outras mulheres, passa para sua parceira a imagem de ser crítico e exigente, o que pode deixá-la insegura. O melhor é ele apenas elogiá-la, sem criticar as outras.” A produtora Kessie Bianco concorda. “Sou a primeira a dizer que acho tal mulher bonita para o meu namorado”, diz. “Acho legal que ele diga que uma garota tem o corpo bonito, porque acaba servindo como um estímulo para eu me cuidar. Mas nada de ficar cobiçando, né? Na cama, quanto mais confiante ele me deixar, mais prazer vou dar a ele. E a performance vai ser dez vezes melhor.”

3- Não foque no orgasmo

Pode não fazer sentido para você, mas é verdade: orgasmo não é essencial para a satisfação sexual da mulher. Só uma em cada dez diz que o que espera numa transa é gozar sempre. Sabe o que a maioria quer? Curtir o clima de intimidade. Por isso, em vez de ficar procurando o ponto G dela, aproveite o lance das carícias, dos amassos. “Quanto mais o homem foca no orgasmo da mulher, mais ele fica difícil”, diz Fátima. “Preocupe-se em dar prazer. Gozar vai ser consequência.” A veterinária Maria Carolina Ribeiro, 26 anos, diz que é até comum as garotas não gozarem em 20% das vezes que transam. “Vale mais o contato, o lance de estar lá com seu homem”, diz. “Gozar, no fim, depende mais de mim do que dele. Não adianta o cara virar do avesso se a gente não está no clima.”

4 – Coloque romance na vida dela

Todo homem gosta de dizer que satisfaz sua mulher. Mas elas querem mais. Dados do Projeto Mosaico Brasil mostram que as mulheres têm em média 2,4 relações sexuais por semana. Mas gostariam de ter quatro. A pesquisa internacional Durex Global Sex Survey segue pelo mesmo caminho: aponta que dois terços delas querem mais sexo. “Não dá para transar uma vez por semana e fingir que está tudo bem”, diz a cantora Daniela Mel, 33 anos. Só que querer mais sexo, para a mulher, não quer dizer apenas transar mais vezes. “As mulheres costumam entender o sexo como uma forma de aproximação do casal. Dessa forma, a mulher que reclama de pouco sexo pode estar querendo dizer que tem sentido seu parceiro distante. Além de mais sexo, elas querem mais carinho, sedução e companheirismo”, explica Cláudia Faria.

5- Invista tempo nela

Quantas vezes você já ouviu que, para as mulheres, as preliminares são muito importantes? Aqui vai mais uma: para nove em cada dez mulheres que responderam nossa enquete, é “grande” ou “muito grande” a importância real dos carinhos antes da transa. Segundo a sexóloga Cláudia Faria, as preliminares funcionam tanto do ponto de vista fisiológico como do psicológico. “No primeiro caso, elas preparam o corpo da mulher para o ato sexual, já que ela demora mais que o homem para se excitar”, diz. “Já do ponto de vista psicológico, a mulher se sente cuidada e se entrega mais à relação.” Portanto, perca tempo com sua mulher. Segundo a Durex Global Sex Survey, 69% delas têm no sexo oral uma de suas atividades preferidas na cama. “Mas preliminar não é só sexo oral. É uma série de coisas. Conversas no pé do ouvido, beijos em várias regiões, mãos suaves nada de bancar o DJ desesperado”, diz a gerente de serviços de tecnologia de informação Gisele Fini, 33. “O grande lance é o cara não dar a entender que aquilo tudo é só para comer a mulher. A ideia é, sim, que ela fique louca para dar para ele.”

6 – Desencane do tamanho

O clichê é velho – e real: não importa o tamanho do seu pênis, e sim como você o usa. Só 20% das mulheres disseram que a centimetragem apresentada pelo companheiro era responsável pelo prazer delas. A sensibilidade feminina está mais concentrada na parte inicial da vagina – portanto, o tamanho não interfere mesmo. “O negócio é saber fazer”, diz Dani Mel. “Tem cara que tem o pinto grande e só machuca porque não sabe usar.” Roberta Salgueiro, 24 anos, repórter do TV Fama, concorda: “O cara tem que saber estimular você, independentemente do tamanho”. Para a psicóloga Cláudia, a paranoia masculina tem mais a ver com questões culturais do que fisiológicas. “Uma conversa com a parceira sobre a satisfação dela ajuda a tranquilizar o homem dessa encanação”, afirma. “Os homens precisam se convencer de algo que os sexólogos há muito já sabem: as mulheres que buscam os consultórios costumam reclamar da forma como eles conduzem o sexo, com pouco carinho e pouca atenção às necessidades delas. Elas se queixam do parceiro – e não do pênis dele.”

Tags:

AS MATÉRIAS DA VIP
TODO MÊS NA SUA CASA


Por: em 18/05/2009

VEJA TAMBÉM

Principais Tags