Bebeu demais? Saiba como evitar olheiras, inchaço abdominal e pele ressecada provocados pelo álcool

É bom celebrar a vida tomando uma cerveja com os amigos do escritório, No entanto, é ainda melhor poder aproveitar esses momentos e continuar inteiro

Por Adriana Fernandez

É bom celebrar a vida tomando uma cerveja com os amigos do escritório, um vinho com aquela garota incrível ou vodca com energético na balada com a turma. No entanto, é ainda melhor poder aproveitar esses momentos e continuar inteiro, para tocar a vida no dia seguinte com a aparência impecável. Para isso, é importante saber alguns estragos que o álcool provoca em seu rosto e corpo — e o que fazer para evitar.

Se temos uma má notícia é que, entre todas as bebidas, a cerveja é a vilã de quem quer manter a forma. “Uma lata tem, em média, 150 calorias e 3,8% de álcool. O alto teor calórico vem da combinação do álcool com o carboidrato proveniente da cevada ou trigo”, afirma Paula Vasconcellos, nutróloga do Espaço Volpi, em São Paulo. “A cerveja é, ainda, a que mais provoca inchaço, justamente devido a essa composição, pois ela fermenta no intestino e faz a pessoa ‘inflar’.”

VEJA TAMBÉM:

Pele ressecada

“Quando bebemos, ocorre diurese porque o rim trabalha para eliminar o álcool que entra na corrente sanguínea. Assim, o corpo todo desidrata e a derme resseca”, explica Paula. Para contornar essa situação, segundo a especialista, além de alternar outro líquido com a bebida (água, refrigerante ou suco), deve-se introduzir na dieta itens antioxidantes como cenoura (rica em betacaroteno, que protege o colágeno), chá verde (dá firmeza à pele), romã (abundante em vitaminas A e E, além de potássio, ácido fólico e polifenóis) e goji berry (contém vitamina C).

Olheiras

“Esse problema ocorre (também) em consequência da desidratação do organismo”, explica Celso Cukier, nutrólogo do Hospital São Luiz Morumbi, da capital paulista. “Para evitá-las, a receita é tomar muito líquido antes, durante e depois de ingerir bebida alcoólica”, ele enfatiza.

Barriga

Segundo Celso, o álcool tem calorias que são pouco aproveitadas pelo organismo e, por isso, acabam sendo armazenadas em forma de gordura. Para prevenir, não tem fórmula mágica: é importante limitar excessos, manter a alimentação balanceada e a rotina de exercícios.