Dicas para melhorar sua memória

Hábitos e truques simples para você estimular seu sistema cognitivo e parar de esquecer as coisas

Não lembrar de certas coisas é normal. Às vezes esquecemos algo em casa, o crachá da firma no restaurante, o celular no carro, o aniversário dela.. Alguns “esquecimentos” causam mais danos que outros, mas sempre atrapalham nossas vidas. A boa notícia é que existem maneiras de melhorarmos nosso desempenho cognitivo, ou seja, estimularmos nosso cérebro para que a gente garanta mais agilidade de raciocínio e menos deslizes da memória. “É possível manter o cérebro saudável, melhorar a agilidade mental e a habilidade da memória apenas adotando alguns hábitos saudáveis”, explica Maurício Lima Lobato, Coordenador da Equipe de Neurologia Clínica do Hospital San Paolo. Entre eles:

Pratique atividades físicas regularmente

Movimentar o corpo pode ser essencial para que o cérebro funcione bem e consiga guardar mais informações. Os exercícios melhoram a função cardiovascular, aumentam o fluxo sanguíneo do cérebro, promovem crescimento dos neurônios e aumentam as conexões da região do hipocampo, responsável pela memória.

Leia, veja filmes, ouça música!

Em outras palavras, faça exercícios mentais, essenciais para manter a mente saudável e desenvolver o nosso sistema cognitivo. Na hora de escolher o que fazer, é fácil: faça o que gosta. Vídeo game, aprender um novo idioma e até fazer palavras cruzadas funciona.

Socialize

//giphy.com/embed/9FR1U9vJIDYRi

Boa notícia, né? Pois saiba que ter uma vida social ativa ajuda na manutenção da memória. As conexões com outras pessoas são importantes para a qualidade de vida da pessoa e estudos já mostraram que pessoas com relações sociais mais ricas têm desempenho cognitivo melhor do que aquelas de pouca vida social.

Tenha uma alimentação balanceada e nutritiva

 

Uma alimentação saudável é essencial para manter o cérebro – e a saúde – em dia. Para isso, inclua alimentos ricos em em vitamina B12 na sua dieta. A vitamina  é um dos compostos indispensáveis para a formação do sangue, o bom desenvolvimento do sistema nervoso e na prevenção de doenças do coração e do cérebro. “Inclua na alimentação proteínas animais, principalmente fígado, carne bovina, leite e ovos, que possuem grandes quantidades de vitamina B12”, aconselha Flavia Salvitti, nutricionista de São Paulo.

VEJA TAMBÉM:

Quando a perda de memória pode ser um sinal de alerta

Caso seja leve, a desmemoria pode ser considerada comum, afinal, todo ser humano esquece alguma coisa todos os dias. Mas como ter certeza de que o nível de esquecimento é algo normal ou um problema grave? Para Mauricio, esquecer é comum, mas isso deve ser investigado clinicamente a partir do momento em que atrapalha a vida do indivíduo. “Se o esquecimento for constante e prejudicar a interação com outras pessoas, o trabalho e os afazeres do dia a dia, é necessário procurar um médico neurologista e fazer exames indicados por ele”, explica.

Por isso, se você anda esquecendo muitas coisas e isso começou a te incomodar, fique atento a alguns sinais que merecem atenção redobrada. “Quando passamos a esquecer, com frequência, nomes que usamos sempre, o caminho de um lugar que estamos acostumados a ir, reuniões importantes ou deixamos, por exemplo, de pagar as contas mensais, talvez seja hora de procurar um medico”, finaliza Mauricio.