Sem comodidade: o desafio que dá resultado

Nosso leitor melhorou o condicionamento e investe na definição de braços e abdome – e está feliz da vida por ter entrado numa camiseta m

“No dia em que fiz o primeiro treino de Race Bootcamp, fiquei em pânico. Achava que ia desistir, de tanta dor no corpo. Tive que colocar gelo nas pernas [risos]. Venho desde abril em um processo de perda de peso. Mudei minha alimentação e achava que até estava com um resultado bacana. Mas agora, sim, é que vejo diferença. Nunca tive disciplina para academia, por isso esse tipo de treino, com som alto, instrutor puxando a gente, realmente motiva. Ainda sofro, mas porque fico me desafiando. Meu sono melhorou e meu condicionamento também. Até minha disposição é maior. Tive que trocar meu guarda-roupa todo e outro dia entrei numa camiseta M. Melhor sentimento da vida! Agora quero trabalhar mais abdome e braços, para definir melhor. Por isso, prefiro os treinos de membros superiores.”

Gustavo Zamarioli, 36 anos, gerente de logística

du8a3108_preview

(Gustavo e seu "padrinho" Rhelden suam nos abdominais)

“O Gustavo está surpreendendo não só a mim, que sou seu padrinho, mas até o pessoal da Bio Ritmo, porque está muito empenhado. Já perdeu bastante peso e vai treinar três vezes por semana, às vezes mais. Está no meu ritmo já na parte cardiorrespiratória do treino.”

Rhelden Spirandelli, 26 anos, stylist e digital influencer