Viagens para corpo e mente: destinos incríveis para se exercitar

Reunimos ótimas opções para quem quer aliar atividade física a uma viagem – com o bônus de conhecer lugares paradisíacos

ferias-atleta-exercício-você-havai-chapada-argentina-turismo-california-vip

(IPGGUTENBERGGUKLTD/Getty Images)

Se a gente faz viagem de negócios, por que não uma de esportes? Ela traz benefícios para o corpo e para a mente. “Praticar seu esporte preferido em um lugar espetacular é algo que todos devem vivenciar uma vez na vida”, diz Luis Sertori, gerente regional da empresa de viagens ativas 7sherpas.

Caco Fonseca avalia no recém-lançado Corrida de Aventura – A Natureza é Nosso Desafio (Ed. Labrador) que quem pratica esporte de aventura tem “sede de superação de obstáculos, de solução de problemas e determinação para atingir metas”. Aqui, selecionamos quatro atividades e quatro destinos imperdíveis.


Ciclismo

ferias-atleta-exercício-você-havai-chapada-argentina-turismo-california-vip

(IPGGUTENBERGGUKLTD/Getty Images)

Destino: costa da Califórnia, Estados Unidos

Por que ir: além do ciclismo, a região é perfeita para quem busca a prática multiesportiva

Roteiro ideal: tem de tudo – praia, montanha e deserto. San Diego pode ser a base. A cerca de duas horas de lá, as montanhas abrem passagem para o Deserto Anza-Borrego, cenário perfeito para o ciclismo e o triatlo. Há ótimas estradas de asfalto, trilhas que parecem saídas de cinema e infraestrutura de primeira. Lá está a temida Montezuma Road, com 16 quilômetros de descida alucinante

Quantos dias: sete

Quando ir: em qualquer época do ano, mas é melhor fora do inverno

Nível de dificuldade: do fácil ao forte, há opções para todos os viajantes, depende do percurso escolhido

Quem leva: 7sherpas


Natação

ferias-atleta-exercício-você-havai-chapada-argentina-turismo-california-vip

(IPGGUTENBERGGUKLTD/Getty Images)

Destino: Waikiki, Havaí

Por que ir: as águas transparentes do Havaí já são um forte motivo para quem busca um local ideal para a natação. Participar de uma travessia marítima de 3,8 quilômetros na paradisíaca Praia de Waikiki é ainda melhor. O cenário é indescritível, mas a região não é atrativa apenas pelas águas cristalinas – os passeios levam a uma imersão na cultura e história havaiana

Roteiro ideal: além de fazer a travessia nas águas de Waikiki, um roteiro pela região inclui piquenique em Pipeline, famosa entre os surfistas, um tour pela base naval de Pearl Harbour e um passeio cultural no Jurassic Park e na Sans Souci Beach, umas das praias mais tranquilas da região. Perfeito para quem vai viajar acompanhado

Quantos dias: sete

Quando ir: setembro

Nível de dificuldade: intermediário

Quem leva: 7sherpas


Remo

ferias-atleta-exercício-você-havai-chapada-argentina-turismo-california-vip

(IPGGUTENBERGGUKLTD/Getty Images)

Destino: San Martin de Los Andes, Argentina

Por que ir: as belezas da Cordilheira dos Andes já valem a viagem. Além disso, o vilarejo da Patagônia argentina é famoso pelos lagos e rios
Roteiro ideal: a Rota dos Sete Lagos pode ser percorrida em tour ou por conta própria. O local também tem alguns vulcões onde é possível subir de trekking e que, mesmo no verão, têm neve nos cumes. Remar nas águas cristalinas de degelo no Lago Lácar é uma experiência inesquecível. Algumas empresas locais oferecem esse passeio

Quantos dias: depende da sua disponibilidade. É possível encontrar passeios de canoagem e trekking de horas ou dias

Quando ir: de outubro a março

Nível de dificuldade: de fácil a forte, depende do percurso

Quem leva: Turnet. Para a canoagem, procure agências locais


Trekking

ferias-atleta-exercício-você-havai-chapada-argentina-turismo-california-vip

(IPGGUTENBERGGUKLTD/Getty Images)

Destino: Chapada Diamantina, Bahia

Por que ir: as lindas paisagens dos chapadões e a Cachoeira da Fumaça, com 400 metros de altura, já são motivos suficientes

Roteiro ideal: alguns trekkings são famosos e imperdíveis. Por exemplo: o de Lençóis para o Capão, que passa pelo Morrão (cartão-postal da Chapada Diamantina), o para Cachoeira da Fumaça e, para quem tem alguns dias a mais, o trekking até o Vale do Pati, um dos mais bonitos do Brasil, mas um pouco mais desafiador

Quantos dias: três

Quando ir: de abril a setembro

Nível de dificuldade: de fácil a médio, dependendo do percurso escolhido

Quem leva: Pisa Trekking