Sexo aceso 24 horas!

Sexo aceso 24 horas!

Como fazer a gata aceitar a claridade na hora H sem medo

NIF Magazine

Por: as 5:00 pm em 09/01/2015


Imagem: iStockphoto

Imagem: iStockphoto

Ilumine de baixo para cima
Com o facho de luz do abajur vindo do chão e mirando para o centro do teto, a luminosidade fica suave e faz um contorno fino da silhueta dela, criando um efeito mais longilíneo no corpo da gata. Ou seja, ela vai parecer mais magra. “Isso potencializa as curvas da garota e ainda melhora os traços da face,” diz a fotógrafa Lori Berkowitz. Além disso, vocês não vão ficar com sombras na região das olheiras — como ocorre em lugares com luz projetada do alto.

Lance mão de luz de velas
“Não tem como errar”, diz Lori. A pouca luminosidade das chamas ameniza pequenas imperfeições — suas e dela! “Sem contar que a luz de velas é mais suave e quente para o sexo”, afirma Carlos Carrion, psiquiatra em Porto Alegre e consultor da MH. Se você tem medo de um possível incêndio, invista em velas eletrônicas ou de LED, que podem ser encontradas em lojas de decoração. “É a versão som surround das velas”, brinca a fotógrafa.

Mude a frequência da luz
“Cerca de 30 reais. Esse valor provavelmente será suficiente para que você instale um dimmer na lâmpada do seu quarto”, aponta Lori. Esse gasto pode ser um passo interessante para sua relação, pois vai ajudá-lo a achar um meio termo entre a escuridão e a total claridade.
“A parceira vai ficar mais confortável em observar o próprio corpo. Aos poucos, você pode ir aumentando a luminosidade dentro do quarto”, finaliza a fotógrafa.

Use a decoração de Natal
Os cordões de pisca-pisca natalinos podem ser utilizados o durante o ano inteiro! Coloque-os no modo estático (sem piscar) e contorne os rodapés, portas e janelas da casa. Isso vai criar um ar intimista, assim como abajures, mas de forma mais criativa. O efeito no corpo da gata? Exatamente o mesmo que os fachos de luz vindos de baixo, mas com um pouco mais de luminosidade — assim como você queria, certo?

– —- –

Tags:


Por: em 09/01/2015

VEJA TAMBÉM

Principais Tags