Música melhora o sexo para mais de 90% dos brasileiros

Para 63%, música é obrigatório na hora do sexo

Carnaval chegando e aquele clima de paquera regada a muita música já está por todos os cantos. Pensando nisso, a Deezer fez uma pesquisa com 2000 brasileiros para saber o quanto a música influencia na hora do sexo. A pesquisa, realizada em colaboração com a especialista internacional em sexo, linguagem corporal e relacionamentos, Tracey Cox, revela que 90% dos brasileiros acreditam que, de alguma forma, escutar música durante o sexo melhora toda a experiência do momento, e para 63% música é algo obrigatório. Cerca de 40% dos entrevistados dizem durar mais, 30% afirma se sentir mais excitado e pouco mais de 27% simplesmente diz que faz o sexo ficar melhor.

Veja também

Mais de 60% diz que o ritmo da música é o fator principal para melhorar a performance sexual, seguido de melodia (45%) e batidas por minuto (33%). Tracey Cox comenta que “neurocientistas descobriram que a maioria das pessoas responde mais a uma batida quando é tocada por instrumentos mais graves. Fisiologicamente, os corpos das pessoas gostam de sons graves profundos, que, se alto o suficiente, também produz vibração, tornando-o poderosamente excitante”.

Para criar aquela atmosfera perfeita, a pesquisa da Deezer revelou que, para brasileiros, a música (52%) superou outros fatores conhecidos tradicionalmente por serem afrodisíacos como beber vinho (37%) ou drinks (13%) e comer chocolate (8%). Vestir uma lingerie especial (37%) e diminuir as luzes (36%) também se destacam como excelentes artimanhas para entrar no clima.

Veja também

Para a maioria dos brasileiros (52%) todo dia é dia, mas se tiver que escolher um dia da semana, quase 25% afirmam que sábado é o melhor dia para transar. É depois das 20h que o clima começa a esquentar, mas é entre 22h e 24h que mais pessoas tendem a fazer sexo (36%).

As principais faixas citadas para entrar no clima foram Love to Love You Baby, Donna Summer, Skin da Rihanna, Drunk in Love da Beyoncé e Sexy Back de Justin Timberlake. Quando questionados sobre cantores brasileiros, Jorge & Mateus, Anitta, Luan Santana, Maiara & Maraisa e Marília Mendonça ficam no topo da lista.

Pop é o gênero mais escolhido para o sexo (35%), seguido por Rock (23%) e Sertanejo (21%). Esse último gênero divide opiniões, já que também fica na terceira posição entre os ritmos menos escolhidos para o sexo, com 25%. Perde apenas para Funk, 58%. Heavy Metal e Rap também ficam em baixa quando o assunto é criar um clima.

Artistas como Justin Bieber, MC Bin Laden, Mc Livinho e Wesley Safadão foram altamente riscados daquela playlist dedicada, já Rihanna, Beyoncé e Bruno Mars estão no topo da lista quando o assunto é música para o sexo.

Para 61%, o gosto musical do parceiro pode influenciar positiva ou negativamente no relacionamento.

rihanna-musica-sexo-vip

As vozes mais sexy para escutar durante o sexo:

  1. Rihanna (25%)
  2. Beyoncé (22%)
  3. Bruno Mars (18%)
  4. Lionel Richie (17%)
  5. Jorge & Mateus (14%)
  6. Anitta (13%)
  7. Amy Winehouse (13%)
  8. Stevie Wonder (12%)
  9. Justin Timberlake (12%)
  10. Marvin Gaye (12%)

As músicas que não podem faltar na playlist de sexo:

  1. Love to Love You Baby, Donna Summer
  2. Drunk in Love, Beyoncé
  3. Skin, Rihanna
  4. Sexy Back, Justin Timberlake
  5. Magic, Coldplay
  6. Let’s Get It On, Marvin Gaye
  7. Sexy Boy, Air
  8. Love Me Like You Do, Ellie Goulding
  9. You Da One, Rihanna
  10. Need You Tonight, INXS
Veja também