Samsung tenta apagar vexame do Note 7 com o Galaxy S8 e S8+

Após o vexame da autocombustão, a marca jogou forte para limpar sua reputação com os ousados modelos com tela total e acionamento por reconhecimento facial

Para a Samsung, 2016 foi um ano para esquecer por causa do vexame com o Galaxy Note 7, o smartphone que entrava em autocombustão ou explodia. E parece que a empresa já esqueceu o ano passado mesmo. Os novos Galaxy S8 e S8+ são smartphones de ponta surpreendentes e com inovação. Suas telas (5,8 e 6,2 polegadas) são totais, sem bordas, uma vez que o botão de acionar foi para a parte traseira. E o botão pode nem ser mais necessário para desbloquear o aparelho graças ao recurso de reconhecimento facial. Seu rosto na frente da tela funcionará como senha. A propósito: nerds de internet já fizeram um vídeo em que tentam fazer o aparelho se incendiar, sem sucesso. Os novos Galaxy começam a ser vendidos no Brasil em 12 de maio por R$ 3 999 (S8) e R$ 4 399 (S8+).


samsung-galaxy-s8-tecnologia-gadget-vip-1

(Divulgação/Reprodução)

Câmera Gear 360

Grava vídeos em 4K e está mais fácil de segurar.


samsung-galaxy-s8-tecnologia-gadget-vip-1

(Divulgação/Reprodução)

Óculos Gear VR

A nova versão tem controle remoto para apps e games.


samsung-galaxy-s8-tecnologia-gadget-vip-1

(Divulgação/Reprodução)

Dock Dex

Conecta o Galaxy S8 a monitor, teclado e mouse, e o transforma em computador de mesa.