6 sacadas rápidas para driblar o chulé neste verão

Aprenda como evitar a situação chata de maneira simples

Divulgação

Divulgação (Reprodução/Divulgação)

Com as altas temperaturas, as pessoas que são mais vulneráveis à sudorese sofrem com o cheiro desagradável, popularmente conhecido como chulé.

Além de necessitar de uma higienização mais cuidadosa, outras recomendações são necessárias para evitar esse desconforto.

O chulé acontece tanto nos pés, como entre os dedos e é causado pela ação de bactérias e fungos.

O médico dermatologista Luciano Morgado explica que a higienização frequente dos pés é fundamental para amenizar o mau cheiro, além de secar também os espaços entre os dedos para evitar a intensa transpiração e provocar o odor desagradável.

A fim de tratar, podem ser utilizados medicamentos antitranspirantes prescritos pelo dermatologista de forma a diminuir a quantidade de suor nos pés.

“Além disso, também podem ser prescritas fórmulas com ativos antifúngicos e antibacterianos, como o miconazol, clotrimazol, isoconazol, eritromicina e clindamicina. Talcos antissépticos específicos para os pés também podem ser benéficos, por absorverem a umidade e inibirem a proliferação de bactérias e fungos”, explica.

Pessoas de todas as idades, tipos de pele e ambos os sexos podem ser afetadas com o chulé, porém, pesquisas revelam que há uma incidência um pouco maior nos homens jovens e de meia idade, devido ao maior nível de testosterona e por conta disso o estímulo da sudorese.

Para evitar que o chulé atrapalhe sua vida, Ana Célia Xavier, dermatologista dos hospitais São Camilo, em São Paulo, aconselha dar atenção à higiene dos pés durante o banho e secá-los com cuidado.

“Também é importante o uso de sapatos de couro e meias de algodão, que absorvem o suor, e evitar tanto calçados quanto meias de material sintético”, diz.

O que fazer

  • Lave os pés e entre os dedos com sabonete antisséptico, corretamente.
  • Seque bem a região. Para eliminar toda a umidade, utilize um secador de cabelo na temperatura morna.
  • Evite calçados e meias de material sintético.
  • Se achar conveniente, aplique um pouco de talco, que tem poder secativo.
  • Deixe os sapatos em um local ventilado após retirá-los.
  • Não repita o uso das meias sem lavá-las.
Newsletter Conteúdo exclusivo para você