Alfa Romeo pode voltar à F1, diz presidente da Ferrari

"A fim de restabelecer-se como uma marca esportiva, a Alfa Romeo pode e deve considerar um retorno à Fórmula 1", disse Sergio Marchionne, presidente da escuderia

Os mais aficionados por velocidade provavelmente lembrarão que no começo da década de 50 a Alfa Romeo era uma poderosa equipe do automobilismo mundial. Que digam, os campeões mundiais pela escuderia na época, Giuseppe Farina e Juan Manuel Fangio.

Anos depois, a marca abandonou as pistas como construtora e passou apenas a fornecer motores. Função que ocuparam da década de 60 até o final dos anos 80.

(Foto: Charniaux / XPB Images)

Agora, Sergio Marchionne, vulgo presidente da Ferrari e CEO da Fiat Chrysler, mencionou ao jornal italiano Gazzetta dello Sport a possibilidade de um retorno da Alfa à primeira divisão do automobilismo.

“A fim de restabelecer-se como uma marca esportiva, a Alfa Romeo pode e deve considerar um retorno à Fórmula 1”, disse Marchionne.

VEJA TAMBÉM

E o retorno proposto pelo chefão da escudeira, para ficar bem claro, seria como construtora. Apesar do próprio considerar uma colaboração com o time Ferrari. “Usar um motor deles, por exemplo, tornaria o projeto mais viável”.

No momento é bom tratar isso tudo como especulação. No entanto, não é de se desprezar a palavra do presidente da escuderia italiana, afinal, ele (como nós, apaixonados por velocidade), sabem o tamanho de uma Alfa Romeo no grid de largada de uma F1.