Criando um monstro: oficina dos EUA “ressuscita” Corvette 1954

Icônico conversível é restaurado pela norte-americana Timeless Kustom e volta às pistas mais irreverente do que nunca

Corvette death star

 (Timeless Kustom/Reprodução)

Fazendo jus à história do Corvette, a californiana Timeless Kustoms, responsável por incríveis restaurações de carros antigos, resgata o modelo “death star”.

Feito em 1954, o conversível preto fosco faz sucesso desde a década de 50, ganhando o apelido de estrela da morte pela sua cor opaca e intrigante.

Equipado com um potente motor C6 ZR1 LS9, o clássico pode chegar a bater 600 cavalos — mesmo pesando 950kg.

Corvette death star 1954

 (Timeless Kustoms/Divulgação)

Com a restauração, o chassi brilhou como nunca.

Isso porque a Timeless deu um talento além de uma boa mão de pintura: o carro ganhou um novíssimo chassi ArtMorrison, uma suspensão frontal C6 e discos de frio Brembo.

Corvette death star 1954

 (Timeless Kustoms/Divulgação)

Vindo direto de uma máquina do tempo, o modelo é um dos mais adorados por colecionadores e entusiastas do automobilismo, mostrando que nem meio século tira seu protagonismo.

Corvette death star

Um dos motivos que explica a fama inoxidável do “death star” é seu pioneirismo — é o primeiro conversível da marca.

Charme e força em uma dos mais requisitados nomes automotivo dos Estados Unidos.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!