É neste final de semana o mais desafiador dos dias na pista: as 24 Horas de Le Mans!

VIP estará presente na principal prova de longa duração do automobilismo, que promete uma briga forte entre Porsche, Audi e Toyota na 84a edição das 24 Horas de Le Mans

Em 1923, quando o automóvel estava se inserindo em nossa sociedade, uma cidade francesa lançou o desafio: qual carro seria capaz de percorrer a maior distância em apenas um dia? E quem seriam os pilotos hábeis a conseguir esta façanha? Nascia assim o maior desafio do automobilismo mundial: as 24 Horas de Le Mans.

A prova de longa duração mais importante – e famosa – do esporte a motor será disputada mais uma vez neste sábado, com largada às 10h (horário de Brasília) no mítico circuito francês, onde mais de 300 mil pessoas devem acompanhar a 84a edição da corrida.

VIP estará in loco cobrindo esta prova que compõe, ao lado do GP de Mônaco de F-1 e das 500 Milhas de Indianápolis, a chamada tríplice coroa do automobilismo mundial. Neste ano, serão 60 carros com 180 pilotos, e a briga pela vitória deve ser acirrada entre três grandes equipes de fábrica: a Porsche, a Audi e a Toyota.

Maior vencedora da história da corrida, com 17 triunfos, e com vitória no ano passado, em um trio liderado por um piloto de F-1, Nico Hulkenberg, a Porsche é considerada a favorita de 2016, mas não com o mesmo trio que venceu em 2015.

Divulgação

Divulgação

Isso porque a F-1 marcou um GP para o mesmo final de semana das 24 Horas, que será disputado nas ruas de Baku, no Azerbaijão. Há quem diga que em um movimento estratégico de Bernie Ecclestone, temendo uma ascensão do campeonato do qual Le Mans faz parte, o Mundial de Endurance – FIA WEC. Sendo assim, o alemão da Force India não estará presenta no grid para defender seu título.

Mas os alemães da Porsche apostam em outra estrela com currículo de F-1 para repetir a vitória do ano passado: o australiano Mark Webber, que foi o segundo colocado em 2015, completando a dobradinha do time com Hulkenberg. O ex-piloto da Red Bull na F-1 agora corre ao lado do neozelandês Brendon Hartley e do alemão Timo Bernhard com o protótipo Porsche 919 Hybrid.

Mark Webber (Divulgação)

Mark Webber (Divulgação)

VEJA TAMBÉM:

“A corrida é mais uma incrível oportunidade para alcançarmos algo muito especial. Chegamos muito perto em 2014, até o abandono, e chegamos em segundo em 2015. Temos outro passo a dar e adoraríamos vencer juntos. Mas primeiro temos que percorrer o caminho ao longo das 24 horas. Entendemos bem que esta não é uma corrida fácil em termos de operação, assim como o tráfego, os retardatários e o clima. Temos muito respeito, mas nos sentimos preparados. Não estamos confiantes demais, mas não poderíamos ter feito nada a mais para nos prepararmos para a corrida. Temos uma chance tão boa quanto qualquer outros competidor de lutar pela vitória. Na semana anterior à corrida é muito importante manter uma boa rotina, dormir bem quando puder e cuidar do nível de energia de suas próprias baterias”, diz Webber.

Um dos principais rivais do australiano também correu na F-1 e busca um título inédito para o Brasil: Lucas di Grassi, com a equipe Audi, pode se tornar o primeiro piloto do País a vencer as 24 Horas de Le Mans na categoria geral. Ele já igualou o melhor resultado de brazucas nesta competição: um segundo lugar, feito atingido também por Raul Boesel e José Carlos Pace.

Divulgação

Divulgação

“Quero escrever meu nome na história desta prova”, diz Lucas, que também terá no grid outros cinco compatriotas: Nelsinho Piquet, Pipo Derani, Bruno Senna, Fernando Rees e Oswaldo Negri Jr.

Confira em breve no Blog Cilindradas um especial sobre a participação brasileira em Le Mans!