4 truques básicos para comer o que gosta sem detonar sua saúde

Pé na jaca pra quê? Dá para fazer uma farra gastronômica sem estragar seu corpo. Basta ter equilíbrio e realizar algumas substituições.

Fique frito

Na hora de grelhar sua carne, em vez de usar óleo na frigideira opte por uma colher de molho shoyu. O bife fica dourado, com tempero na medida e você dispensa a gordura do preparo – que, em excesso, pode causar hipertensão e aumento do colesterol no sangue. Azeite de oliva e óleos de castanhas são ideais para temperar salada ou finalizar pratos quentes, pois perdem as propriedades nutricionais quando aquecidos.

Gás não letal

Se você achou que os refrigerante zero açúcar acabariam com seus problemas engordativos, errou! Apesar de não ter calorias, a bebida tem até quatro vezes mais sódio que a versão normal. Para matar a vontade sem se matar, substitua por água com gás misturada com suco de frutas. “Enquanto a água hidrata, os sucos são fonte de vitaminas, minerais e fibras”, diz Paula Castilho, diretora da consultoria em nutrição Sabor Integral, em São Paulo.

VEJA TAMBÉM:

Falsa milanesa

Alimentos empanados e fritos, além de perderem nutrientes, ficam encharcados de gordura saturada (literalmente). Em vez de preparar a milanesa tradicional – passando o ingrediente no ovo e na farinha de rosca e, depois, mergulhar no óleo quente – besunte com maionese, revista com flocos de aveia e asse no forno. Além de não perder o sabor, você consegue diminuir as calorias da refeição.

Sugar baby

Coma doces em momentos estratégicos, como depois de se exercitar (para repor o glicogênio dos músculos e do fígado) e após o almoço (as fibras de alimentos reduzem a velocidade da absorção do açúcar no sangue). E vá de sobremesas à base de frutas, como compota de abóbora com coco, pêssego em calda e salada de frutas. Você ameniza a fissura por açúcar e ainda se abastece com vitaminas.