A nova cozinha do homem!

Nunca houve época melhor para estar diante de um bom prato de comida, seja ele barato e simples ou representante da vanguarda da ciência culinária

cozinha-man

Você faz três refeições diárias e passa boa parte do dia mastigando. Então, o que põe goela abaixo deveria ser algo realmente bom – afinal, de que vale a vida sem o prazer de babar na frente de um prato suculento? Comer é um dos grandes prazeres da vida, que você pode cultivar a qualquer momento e em qualquer lugar. Veja a seguir como fazer da sua cozinha um local onde é possível comer mais e melhor (e até gastar pouco), agradando a você, a sua parceira e a seus amigos. A vida é curta. Preencha-a com alimentos maravilhosos.

ESCOLHA UMA BEBIDA QUE COMBINA COM TUDO

Foi-se o tempo em que champanhe era reservado para os casamentos e para as mulheres. Hoje ele é bem-vindo em todas as situações e agrada a todos os públicos. Dos entendidos aos caçadores de pechinchas, os homens também adotaram as bolhas especialmente por sua versatilidade. “Quando me pedem uma bebida para acompanhar oito pratos diferentes, respondo: vá de espumantes”, diz Jim Rollston, sommelier do restaurante Cyrus, na Califórnia, EUA. O especialista justifica: eles têm uma leve doçura, equilibrada com uma boa acidez. “Acredite, combina até com carne vermelha, como um champanhe rosé ou um champanhe millesime (com indicação de safra, produzido apenas nos melhores anos)”, diz Gianni Tartari, sommelier da Enoteca Fasano, de São Paulo.Mas não precisa se restringir aos champanhes, já que hoje há deliciosos e acessíveis proseccos italianos, cavas espanhóis e ótimos espumantes brasileiros. Confira acima as boas sugestões de Tartari.

TROQUE RECEITAS

À medida que os homens se aglomeram na cozinha, um exército de caras blogueiros alimenta sites de culinária para ajudar nessa empreitada. Graças a eles, você tem nas pontas dos dedos um estoque de receitas, listas de compras, truques para economizar. Deguste estes:

http://www.cuecasnacozinha.com: criado pelo empresário Alessander Guerra, de São Paulo, o site traz indicação de restaurantes, curiosidades, vídeos de viagens gastronômicas, dicas de compra, receitas fáceis.

http://www.homemnacozinha.com: além de uma infinidade de receitas, você encontra o significado de termos ligados à culinária e ao preparo de drinques e até uma lista de compras com itens necessários para montar uma cozinha.

http://www.culinariamasculina.com.br: a impressão é a de estar em um bate-papo com amigos, falando sobre tudo o que um homem sempre quis saber do universo da cozinha.

PESQUE UMA ALTERNATIVA AO SALMÃO

Todo cardápio saudável trata o salmão como rei. Mas vamos destroná-lo. Existe uma enorme diversidade abaixo da superfície da água. Tente a cavala, por exemplo. Ela é mais barata e tem mais ômega-3 do que a tilápia, o bacalhau e o atum. Só há um problema: o gosto do seu óleo é um pouco forte e pode sobressair no paladar. Mas dá para contornar: “Grelhe o peixe com os ossos. Assim o sabor ficará mais delicado e a textura macia e suculenta”, ensina Pano Karatassos, chefe executivo do restaurante Kyma, em Atlanta, nos EUA. Ele também ensina uma boa receita.

ARME-SE DE MOSTARDA

Para dar um gosto especial à comida, do cachorro-quente aos pratos mais refinados, vá de mostarda. Ela tem praticamente zero caloria e, graças ao açafrão, que lhe dá a cor amarelada, é um ótimo antioxidante. Prepare a sua.

USE A CIÊNCIA PARA ACERTAR O PONTO DO SEU BIFE

O pesquisador culinário e colunista do jornal The New York Times Harold McGee é considerado o precursor do uso do conhecimento científico na cozinha, modalidade tão aclamada atualmente. É claro que muitos tradicionalistas torcem o nariz para suas ideias, como cozinhar macarrão em um pingo de água e fazer sorvete em saco plástico. Mas ele não se aflige, já que tem suas pesquisas, documentadas no livro Food and Cooking: The Science and Lore of the Kitchen (Na Comida e na Culinária: A Ciência e a Sabedoria da Cozinha), a seu favor.

Nossa descoberta favorita de McGee começa com um pedaço de carne. Todo churrasqueiro já ouviu a teoria de que colocá-lo sobre um fogo alto e virá-lo duas vezes faz com que fique suculento e saboroso. Então por que na prática isso resulta em um bife seco e esturricado? Para resolver a questão, o especialista lançou mão de um software que simula a condução de calor e concluiu que começar o processo com o alimento em temperatura ambiente, colocá-lo sobre calor forte e trocar o lado que está sobre a grelha a cada dez ou 15 segundos é a fórmula exata para que cozinhe mais rápida e equilibradamente, terminando o processo ao ponto, molhadinho e delicioso. Apesar de tentadora, a receita de McGee não é prática. Então, para equacionar melhor esses dois fatores – praticidade e qualidade -, a sugestão é que a carne seja virada apenas uma vez por minuto. Você não precisa entender a matemática de tudo isso, apenas saber que o conhecimento obtido pelas pesquisas nunca foi tão saboroso.

TENHA UMA PANELA PARA CHAMAR DE SUA

É básico: para se aventurar na cozinha, você precisa de uma panela com a qual possa contar, mesmo que seja para chamuscar um bife ou agitar um montão de carne picada. Uma boa opção são as de ferro fundido. O grande diferencial está na condução do calor, que, ao contrário do que acontece com outros materiais, não fica concentrado apenas na base do utensílio, mas é distribuído por toda a sua volta. Isso faz com que o cozimento seja muito melhor e com que ela seja capaz de preparar com perfeição todo tipo de alimento – de um hambúrguer bem passado a um ovo delicadamente frito.

Além disso, elas podem ser usadas em todos os tipos de fogões, em réchauds e até em churrasqueiras. Para completar, a sua durabilidade é enorme – você terá um artefato de cozinha para a vida toda. Doris Mosier, porta-voz da Griswold & Cast Iron Cookware, empresa americana de produtos de ferro que são o sonho de consumo dos amantes da cozinha, ensina uma maneira de deixá-las novinhas: passe água em toda a superfície. Em seguida, esfregue uma camada de óleo vegetal e coloque-a no forno a 150 graus. Depois de 30 minutos, desligue e deixe-a esfriar. “O metal ficará oxidado e antiaderente. Se o processo for bem-feito, a panela poderá ser usada por pelo menos mais 50 anos”, garante.

INVENTE COM PEIXE

O prato de quem segue uma alimentação leve e balanceada costuma ter uma proteína – 1 filé de peixe grelhado, por exemplo -, 1 colher de arroz ou outra fonte de carboidrato e uma salada. Mas sejamos honestos: ninguém aguenta comer a mesma coisa todo dia. Para variar o cardápio sem pesar na balança, que tal um taco de peixe? Pois é, aqui a culinária mexicana serve de inspiração para seu deleite.

REDESCUBRA O FRANGO

Há décadas o filé de peito é a fonte de proteína preferida da turma que quer ganhar músculos. Mas, convenhamos, seu sabor é sem graça e a possibilidade de erro na hora de prepará-lo é grande. A solução são as coxas. Sim, elas são suculentas, saborosas e baratas, como muitas das coisas boas da vida. E mais: têm apenas 1 mísero grama de gordura saturada a mais para cada 100 gramas do que o peito. Você ainda ganha ferro, que ajuda a formar os músculos, e zinco, que mantém cabelos, pele e unhas saudáveis.