A tendência da avocado toast chega ao Brasil

A avocado toast virou febre em cafés e delis dos Estados Unidos à Austrália, ganhou popularidade no Instagram e, agora, se espalha pelo Brasil

Urban Farmcy: R. Hilário Ribeiro, 299, Porto Alegre (RS) (Urban Farmcy/Divulgação)

A fórmula é simples: pão crocante sob uma camada generosa de abacate amassado misturado com sal, pimenta, limão e azeite. Mas a popularidade do quitute é tanta que a hashtag #avocadotoast acumula mais de 500 mil publicações no Instagram.

De tão fotogênico, o lanche tem ganhado novas reformulações: um pouco de queijo feta, tomate, hortaliças, sementes…

A origem da toast é uma luta de braço entre americanos e australianos, que têm o hábito de comê-la tanto em refeições caseiras como em cafés e delis.

Nola: R. Dias Ferreira, 247, Rio de Janeiro (RJ) (Nola/Divulgação)

Países latino-americanos também têm tradição de incluir o abacate em receitas salgadas. E, finalmente, a tendência desembarca no Brasil, que consumia a fruta basicamente com açúcar.

Nas últimas semanas, a torrada invadiu cardápios em diversas capitais do país.

Em São Paulo, o restaurante Factório, inaugurado no final de setembro, oferece uma versão com queijo de cabra, molho de limão e coentro, finalizado com minirrúcula (R$ 16).

Factório: R. Amauri, 244, São Paulo (SP) (Factório/Divulgação)

O chef Thiago Sodré, do restaurante carioca Nola, combinou o abacate com ovo – que ainda leva azeite e gergelim – sobre o pão desenvolvido pela S.p.A Pane (R$ 22).

Ovo também é destaque na montagem do Urban Farmcy, em Porto Alegre: dois pochés orgânicos servem de finalização ao prato (R$ 28, duas unidades).

Padoca do Maní: R. Joaquim Antunes, 138, São Paulo (SP) (TripAdvisor/Reprodução)

A Padoca do Maní, na capital paulista, serve além da tostada (com pesto, mussarela e folhas verdes, R$ 24) um queijo quente recheado de abacate (R$ 28).

“A fruta é de fácil aceitação e dá uma textura bacana. Tem aroma e sabor que servem como curinga no prato”, diz a padeira Papoula Ribeiro.