Conheça a Sam Adams Utopias, uma cerveja de 200 dólares

Envelhecida em barris especiais, bebida é produzida a cada dois anos em lotes exclusivos

utopia-destaque

 (Reprodução/Divulgação)

Existe uma fábrica em Boston, nos Estados Unidos, que só funciona a cada dois anos. Lá, os mestres cervejeiros da Samuel Adams criam lotes limitadíssimos de oito mil unidades daquela que é considerada a cerveja com o teor alcoólico mais alto da história.

E a Utopias, cerveja mais cara das Américas, acaba de ganhar uma nova edição – que, fazendo jus à sua fama, custa a bagatela de US$ 200.

(Créditos: Reprodução) (Créditos: Reprodução)

(Créditos: Reprodução) (/)

O que mais chama atenção na cerveja é seu processo de envelhecimento: fugindo à regra desse tipo de bebida, a Samuel Adams utiliza barris que envelhecem o líquido por até 23 anos, em uma fabricação que culmina em odores de baunilha, canela e gengibre.

Esses barris também são especiais: criados originalmente para armazenar conhaque, bourbon e vinho, trazem um toque diferente ao produto final – que sequer tem espuma, confundindo alguns desavisados.

Utopia, porém, é cerveja – e, como você já percebeu, das fortes. O grau etílico dessa nova edição, por exemplo, chega a 28% – um número tão alto que faz a bebida ter a venda proibida em 13 estados norte-americanos.

Os curiosos – com algum dinheiro a mais no bolso, diga-se de passagem – podem conferir o site da marca para maiores informações.