Comida & Bebida

Gim-tônica: 5 variações internacionais e inusitadas do drinque

(MARISA CHAFETZ / SUPERCALL / Pinterest/Reprodução)

O Gim & Tônica é um clássico, credencial para ser também um drinque global. Popularizado pelos soldados Britânicos no século 19 em terras indianas, o coquetel nasceu de uma tentativa de combater o escoburto. O sabor amargo desagradou tanto às tropas, que passaram a adicionar uma porção de gim, limão e açúcar à agua tônica, nascendo assim a versão clássica do drinque. 

Ao longo das décadas, a bebida foi ganhando inúmeras interpretações. Quando ganhou outros países, bartenders de todos os cantos adicionaram suas assinaturas na receita base. 

Não dá para negar que o boom mundial do gim ajudou a recuperar o prestígio da birita que carrega a boa fama de “você não precisa ser um mestre das garrafas para fazer um G&T gostoso”.

“O grande número de gins de estilo diferentes agora intriga e excita tanto garçons quanto clientes”, comenta Nico de Soto, do Mace (Nova York), tido como um dos melhores bartenders do mundo.

Para os fãs, e claro, novos adeptos, decidimos poupar alguns bilhetes aéreos montando cinco variações do Gim-tônica tomados em outras regiões. Dá para fazer em casa, numa boa, e assim como os franceses, erguer uma taça.

 

 

Portobello Road

(MARISA CHAFETZ / SUPERCALL / Pinterest/Reprodução)

Começamos do começo. Honrando as raízes britânicas, em Londres existe um Hotel temático de Gim.

O The Distillery, fundado pelas pessoas por trás do Gin Portobello Road, abriga um Centro de Educação sobre o Gim (Ginstitute) e até um museu sobre a bebida.

O bar do local abraça a modernidade entregando o sabor em um copo espanhol com muito gelo — para manter a diluição ao mínimo. O Hambúrguer da casa é recomendado como acompanhamento.

—> Receita
  • Encha um copo de vinho grande com muito gelo.
  • Adicione 60 ml de London Dry Gin e cubra com tônica (de preferência água tônica Fever-Tree Mediterranean). Mexa brevemente.
  • Decore com um toque de toranja, folhas de manjericão, bagas de zimbro e sementes de coentro.

 

Modernessia GinFonk

(MARISA CHAFETZ / SUPERCALL / Pinterest/Reprodução)

Se os britânicos deram início ao jogo do Gin & Tonic, os espanhóis trataram de montar o seu time. O país adotou o coquetel como seu. Cidades como Barcelona e Madri abrigam muitos bares focados no G&T.

Você pode agradecer a Espanha, por exemplo, pelas enormes taças, agora sinônimo do drinque.

E você também pode agradecer aos bartenders do país por irem além da fatia de limão.

Em Barcelona, o Bobby Gin é um paraíso para os amantes do assunto. Arejado, confortável, situado em uma rua de paralelepípedos estreita, o bar está levando o coquetel para o próximo nível com a série GinFonk.

“Gostamos da ideia de misturar o gim com um licor e frutas cítricas”, explica Alberto Pizarro, gerente do local. É brilhante, cítrico, floral, amargo, inegavelmente um sucesso.

—> Receita
  • Encha um copo de vinho grande ou copão com gelo.
  • Adicione 50 ml de Modernessia Gin Premium + 20 ml de Licor de Goji Berry + 150 ml de Aperol + 20 ml de suco de limão + complete com água tônica (de preferência com sabor de hibisco).
  • Decore com toranja.
  • Mexa e sirva.

 

Café e Croissant

(MARISA CHAFETZ / SUPERCALL / Pinterest/Reprodução)

Graças à sua proximidade com a Espanha e o Reino Unido, os franceses também entra na rota do Gim.

Produtores como G’vine lideram o caminho, mas outros pequenos produtores estão em ascensão.

O estilo francês de G&T, entretanto é um tanto ousado. De Soto adotou uma abordagem inusitada, inserindo o coquetel no café da manhã.

O bartender acrescenta café frio e um pouco de xarope de baunilha em um estilo que clama por um croissant quente.

—> Receita
  • Adicione a um copo de cheio de gelo: 45 ml de Citadelle Gin + 15 ml de café + 5 ml de xarope de baunilha. 
  • Cubra com tônica e mexa.
  • Decore com raspas de limão e grãos de café.

 

Four Pillars

(MARISA CHAFETZ / SUPERCALL / Pinterest/Reprodução)

Gin & Tonic encontrou uma casa instantânea na Austrália. “As raízes do Gim-tônica estão na Índia, então daí você tira que é agradável beber em climas quentes e fedorentos ”, disse Jacob Ryan, da Mother’s Ruin, em Nova York .

Mas é mais do que apenas um coquetel refrescante para os nativos da oceania. Tanto lá quanto no sudeste da Ásia, vegetais, limas e sementes de acácia dão um novo toque de autenticidade ao drinque.

Ryan criou uma receita com ingredientes botânicos como a folha de pimenta da Tasmânia e murta de limão.

E na hora do enfeite sai o limão e entra uma fatia de laranja fresca.

—> Receita
  • Adicione gelo e 45 ml de Rare Dry Gin a um copo baixo.
  • Cubra com água tônica e decore com frutas cítricas, de preferência fatias de laranja.

Rudy Ruby

(MARISA CHAFETZ / SUPERCALL / Pinterest/Reprodução)

Atualmente os bares americanos estão transformando a bebida simples em um verdadeiro negócio artesanal. Na Ultreia em Denver, o menu de coquetéis dedica uma seção completa às variações do Gin & Tonic.

Como muitos, o proprietário Beth Gruitch trouxe inspirações de uma viagem à Espanha. Mas, em vez de simplesmente recriar os coquetéis que ela conheceu, Gruitch trabalhou com a bartender Jessica Richter para criar bebidas como o Jack Rudy.

Nele vão o Gin Spring 44, fabricado no Colorado, bem como o Jack Rudy Classic Tonic Syrup e água com gás no lugar da água tônica.

Na Ultreria, os garçons enfeitam o Rudy Ruby com toranja e sálvia.

—> Receita
  • Acrescente a um copo de vinho grande: 45 ml de Gin Spring 44 + 15 ml de Jack Rudy Classic Tonic Syrup.
  • Encha com gelo.
  • Cubra com água com gás.
  • Decore com uma fatia de toranja e folha de sálvia.

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você