Ignore!

Não acredite no famoso "beba vinho tinto com carne vermelha e branco com peixe e frango"

ignore

É difícil de acreditar, mas essa máxima é antiquada. O segredo está na maneira de harmonizar a bebida com o cardápio e de ingerir os dois. Um tinto é normalmente escolhido para acompanhar filés, pois o tanino se coloca à altura do gosto da carne. Porém, alguns deles podem mudar de time. “Faça experiências. É claro que não são todas as uvas que combinam com peixe, por exemplo. Nesse caso, escolha um tinto leve que não seja rico em tanino, como um pinot noir”, ensina o sommelier Gianni Tartari, de São Paulo. Um malbec argentino vai bem com frango assado e um cabernet traz à tona as sutilezas de um churrasco, ou a ausência delas.