O que os rótulos dos produtos querem dizer

Uma embalagem diz mais do que imaginamos. Traduzimos os logos de quatro marcas que fazem parte do cotidiano de muita gente

(Eduardo Svezia/Revista VIP)

Você já deve ter se deparado com esta cena: na rua, cruza com um adolescente usando uma camisa que ostenta, do pescoço à cintura, o enorme desenho da embalagem da Jack Daniel’s.

Não importa a idade dele nem se é fã ou já tomou a bebida, o que importa é o que aquilo significa.

Popularizado pelo líder da banda de metal Motorhead, Lemmy Kilmister, o logo deixou de ser há tempos só o rótulo do whiskey tennessee para se tornar um marco da cultura pop.

O status que todo publicitário almeja, mas que poucos conseguem.

É preciso traços marcantes, uma marca forte e anos de propaganda para chegar ao ponto que a Jack Daniel’s chegou.

Mas não é só a embalagem do uísque que goza do status. Outras marcas usam da fórmula e têm etiquetas e rótulos inesquecíveis, mas que muitas vezes tem seus significados desconhecidos. Mas nós os deciframos.


 

Heinz

A Heinz não começou com ketchup, mas com raiz forte em conserva

  1. 1869: ano em que Henry J. Heinz abriu seu negócio de alimentos embalados. O ketchup surgiu em 1876.
  2. Tomato ketchup: é redundante dizer que é de tomate? Só que, até o século 19, ketchup podia ser de outros ingredientes.
  3. 57 varieties: nada a ver com o portfólio da marca: em 1892, Henry Heinz botou o número no rótulo apenas para dar sorte.
  4. Tomate é recente. Substituiu o picles que era uma lembrança do estande da Heinz na Feira Mundial de Chicago de 1893.

Heineken

Emblema: as medalhas simbolizam o prêmio recebido em Paris em 1875 (Eduardo Svezia/Revista VIP)

  1. Estrela: símbolo usado por cervejeiros desde a Idade Média. De 1873 a 1930, a estrela da Heineken foi preta.
  2. Diplome d’honneur Amsterdam 1883: prêmio na Exposição Colonial Internacional de Amsterdã.
  3. 1873: ano de lançamento da Heineken’s (que só perderia o apóstrofe e o “s” em 1962).
  4. Medaille d’or Paris 1875: prêmio na Exposition Internationale des Industries et Fluviales em Paris.
  5. Grand Prix Paris 1889: prêmio na Exposition Universelle, feira em que foi inaugurada a Torre Eiffel.
  6. Hors Concours Membre Du Jury Paris 1900: evento em que a Heineken integrou o júri por ser considerada “fora de série”.

 

Jack Daniel’s

Não é bourbon já que o processo de destilação não segue os padrões para receber o título (Eduardo Svezia/Revista VIP)

  1. Old No. 7 Brand: é um mistério. Rumor mais forte: teriam sido sete tentativas até obter a fórmula perfeita.
  2. Jack Daniel’s: óbvio, contudo, vale o registro: Jack era o apelido de Jasper Newton Daniel, o criador da bebida.
  3. Tennessee Whiskey: processo em que a bebida é derramada gota a gota sobre carvão vegetal para filtrar impurezas.
  4. Sour Mash: é uma referência à mistura da água com milho (80%), cevada (12%) e centeio (8%) que resulta neste uísque.
  5. Lynchburg, Tennessee: cidade onde o Jack Daniel’s é feito. Existe um tour pela destilaria, com direito a brinde.

Levi’s

O nascimento de Levi: alemão, Loeb Strauss foi para os EUA em 1847 e tornou-se Levi

  1. Levi Strauss & Co.: após anos confeccionando calças para mineiros, Levi Strauss abriu a empresa com um sócio.
  2. San Francisco, Cal.: o primeiro endereço da Levi’s: Rua Sacramento, 62, São Francisco, Califórnia (EUA).
  3. Original Riveted / Patented May 20 1873: refere-se à patente para o uso de rebites de cobre que reforçam a calça.
  4. Cavalos: os dois animais e as palavras “Quality clothing” na etiqueta de couro representam a durabilidade das peças.
  5. XX / 501: o XX designa o denim de alta qualidade de Amoskeag Mills, que inspirou a Levi’s a fazer o modelo 501 em 1890.