Strogonoff: um sabor do mundo

O prato recebeu ingredientes em todos os países pelos quais passou

strogonoff

Arroz e batata, tanto frita como palha, formam o acompanhamento ideal. O sabor varia conforme os ingredientes, mas a sensação cremosa não pode sumir. Há os mais densos, os mais escuros, com mais ou menos champignon. Em outras palavras, a variedade existe aos montes. Difícil mesmo é encontrar quem não goste.

Um prato considerado requintado que conquistou o paladar dos brasileiros, o strogonoff (estrogonofe, na versão em português) nasceu na Rússia no século 19 com a receita original de carne. Ao expandir suas fronteiras para a Europa e a América, foi ganhando novas versões como o de frango e o de camarão, além dos variados tipos de corte de carne vermelha.

Não se sabe ao certo de onde que o nome surgiu, o mais provável é que seja em referencia a alguma família nobre da Rússia admiradora do prato. Tampouco sua origem é conhecida por inteiro. Sabe-se que a primeira receita registrada surgiu por meio de uma renomada chefe de cozinha russa. Seu nome era Elena Molokhovets. Ela elaborou o prato a partir cubos empanados de carne com um molho mostarda, caldo de legumes e creme azedo.

Já no século 20, o prato ganhou sua versão com extrato de tomate e cebolas. e esse virou o strogonoff oficial desde então. Os champignons foram, posteriormente, uma colaboração dos franceses. Nos EUA e na Austrália, a receita também leva bacon e macarrão.