Sushi or not sushi?

Separe o fato do boato sobre as virtudes do prato japonês

sushi4

Um combinado de sushi substitui com vantagens um filé com fritas. VERDADEIRO

“O prato japonês alimenta com mais qualidade. Possui boa quantidade de proteínas em comparação à carne vermelha e, em vez do excesso de gordura das frituras, tem gorduras boas para o organismo, que melhoram o perfil lipídico (as dosagens de colesterol e triglicérides) e fazem bem ao coração”, diz a nutricionista Cynthia Antonaccio, da Equilibrium, de São Paulo.

 

Num prato de sushis, faltam vegetais. VERDADEIRO

Apesar de a alga que envolve os makis ser um alimento de origem vegetal, você precisa das vitaminas e de outros nutrientes presentes em legumes e verduras. Calibre a refeição com uma salada na entrada ou peça como acompanhamento porções de sunomonos (nabos, pepinos e cenouras em conserva), bardanas raladas, vagens com gergelim e muitas outras opções. Você gosta de tempurá de legumes? Ok, mas lembre-se de que essa delícia é uma fritura.

 

O arroz engorda. FALSO

“O arroz utilizado nos niguiris e makis é diferente daquele que comemos no dia-a-dia, pois, além do vinagre, leva açúcar, o que o torna um pouco mais calórico. Porém, nada que comprometa muito as dietas de perda de peso.”

 

Comer comida japonesa emagrece. VERDADEIRO

“Desde que parte de uma dieta equilibrada, o consumo de sushis três ou quatro vezes por semana pode, sim, contribuir com a perda de peso, pelo baixo teor calórico”, diz Cynthia Antonaccio.