10 novas motos para você escolher a que mais se encaixa no seu perfil

De Ducati a BMW, aqui está a novíssima safra de motocicletas que devem ir às ruas, às estradas e à Terra nos próximos meses

Por Otávio Nadaleto e Marcelo Orozco

Ducati Scrambler Icon

moto3

A histórica marca italiana Ducati fez ressurgir a Scrambler, sucesso nos EUA nos anos 1960 e 1970. Já disponível na Europa, ela será fabricada em Manaus para nosso mercado e seu preço oficial só será anunciado no Salão Duas Rodas. Modernizada, terá motor de dois cilindros (as antigas tinham um). A Icon é uma das quatro configurações da nova Scrambler.

DESTAQUE: motor de 803 cc e 75 cavalos.
BOA PARA: amantes do visual clássico.
PREÇO: R$ 35 mil (estimativa extraoficial).

VEJA TAMBÉM:

Honda GL1800 GoldWing

moto2

A edição de 40 anos da portentosa Goldwing traz os emblemas comemorativos feitos pela Honda e chega ao Brasil na exclusiva cor branco pérola. Detalhes que consagraram o modelo em vários países – como o motor de 1 832 cilindradas e o airbag (a Goldwing foi a primeira moto a contar com esse recurso) – estão presentes. E há recursos que não existiam há quatro décadas na original (que tinha motor 1 000 cc), como o sistema de som surround com alto-falantes poderosos, conexão para iPod, iPhone e entrada USB. O charme vintage é mantido no painel: velocímetro, tacômetro e mostradores de combustível e temperatura são analógicos.

DESTAQUEtrês compartimentos de bagagem com capacidade total de 150 litros
BOA PARA: quem curte viagens longas
PREÇO: R$ 99 900

Triumph Tiger 800 xc

moto7

A XC é uma das novas versões (a outra é a XR) da Tiger 800, a linha batizada de Adventure pela tradicional marca inglesa. Com visual mais jovem e moderno, a moto foi planejada para encarar asfalto e off-road sem problemas, com destaque para o controle de tração e freio ABS comutável, que pode ser ativado ou desativado pelo piloto. Tem motor de três cilindros com 800 cc e 95 cavalos de potência, injeção eletrônica e câmbio de seis marchas. No painel, velocímetro digital e tacômetro analógico.

DESTAQUE: sistema de aceleração eletrônico ‘ride by wire’.
BOA PARA: encarar qualquer terreno.
PREÇO: R$ 40 790.

KTM duke 390 ABS

moto6

Leve, compacta e, mesmo assim, com potência e torque de respeito, além do visual de competição. Com tudo isso junto, este modelo da montadora austríaca vem a calhar para quem requer agilidade na pilotagem. Os meros 36 quilos do motor de um cilindro só ajudam a obter esse tipo de performance.

DESTAQUEmotor de 375 cilindradas e 44 cavalos.
BOA PARA: quem curte design de corrida mesmo andando na cidade.
PREÇO: R$ 21 990.

Yamaha YZF R-3

moto1

Modelo global esportivo da marca japonesa, a R-3 vem ao Brasil com motor de dois cilindros com 321 cc e 42 cavalos, e a promessa de um excelente equilíbrio entre desempenho rápido e consumo controlado de combustível. O uso de materiais como alumínio e silício em pistões e cilindros tem como objetivo proporcionar menor vibração e uma dissipação do calor mais satisfatória, para influir o menos possível no conforto do piloto. O chassi do tipo diamante, com tubos de aço, procura equilibrar força e rigidez, buscando melhor estabilidade. A versão com freios ABS chega às concessionárias em novembro e estará disponível em três opções de cores: midnight black, rapid red e racing blue.

DESTAQUEamortecedor traseiro com ajuste para sete posições.
BOA PARA: quem gosta de ficar numa posição de pilotagem mais inclinada e esportiva.
PREÇO: R$ 21 990 (ABS).

Traxx sky 50 plus

moto10

Para o trânsito travado das grandes cidades, um ciclomotor pode ser uma opção mais esperta que uma moto mais potente. Com um visual cheio de atitude, o novo modelo da marca chinesa promete muita economia no consumo de combustível com seu motor com 2 cavalos de potência.

DESTAQUE: autonomia de 200 km com o tanque de 5 litros cheio.
BOA PARA: andar na cidade com baixo consumo.
PREÇO: R$ 4 899.

Bull Eko City

moto4

Com design vintage que remete às scooters dos anos 1950, a Eko tem motor 100% elétrico e atinge 50 km/h. O custo estimado do “tanque cheio” é de 0,14 reais por carga total, que proporciona 55 quilômetros de autonomia. É um dos quatro lançamentos da empresa paulista Bull Motors no Salão Duas Rodas.

DESTAQUE: recarga pode ser feita em qualquer tomada 110/220 v.
BOA PARA: quem gosta de ser ecologicamente correto.
PREÇO: R$ 6 900.

Harley Iron 883

moto5

A mítica Harley-Davidson já apresentou sua linha 2016 nos Estados Unidos. Alguns modelos serão importados para o Brasil, mas o anúncio de quais serão (com os respectivos preços em reais) acontecerá somente no Salão Duas Rodas (de 7 a 12 de outubro, em São Paulo) – todas as novas motos estarão expostas, sejam comercializadas por aqui ou não. A Iron 883, cujo modelo novo está na foto ao lado, é um dos modelos de entrada da marca e deve estar nas lojas em breve.  Com algumas mudanças  para melhorar sua dirigibilidade. Além de uma suspensão dianteira refeita (com tubos de 49 mm de diâmetro), o assento ficou mais confortável. Além da nova cor olive gold, da moto ao lado, é produzida em black denim e a charcoal denim.  O motor Evolution V-Twin de 833 cc continua o mesmo, exceto pela cor preta do filtro de ar e do sistema de escapamento.

DESTAQUEsuspensão dianteira redesenhada.
BOA PARA: quem curte um look rústico.
PREÇO: US$ 8 849 (sem preço definido para o Brasil).

Indian Roadmaster

moto9

A mais antiga marca americana de motocicletas (fundada em 1901, dois anos antes da Harley-Davidson) confirmou sua entrada no Brasil com o lançamento oficial no Salão Duas Rodas. Além de seus modelos mais leves e históricos Scout e Chief, a Indian tem a robusta moto de estrada Roadmaster, com um motor de 1 811 cc. Conta com sistema de som de 200 w – rádio AM/FM, bluetooth e conectividade com smartphone. O parabrisa tem ajuste elétrico e os assentos de couro de piloto e passageiro têm aquecimento. E sobram compartimentos – bagageiro traseiro, alforjes laterais, porta-luvas e porta-objetos frontal.

DESTAQUE:  142 litros de armazenamento total.
BOA PARAsaborear a estrada em viagens.
PREÇO: US$ 27 mil (sem preço definido para o Brasil).

BMW S 1000 XR

moto8

Motor de quatro cilindros com 999 cc e 160 cavalos que pode atingir velocidade máxima de 201 km/h, design ousado, eficiência alemã. O novo modelo da série crossover S 1000 da BMW reúne essas características e mais alguns diferenciais. Como o tanque com 20 litros a mais que as outras motos da linha, com a intenção de otimizar viagens mais longas. Ou os dois modos de pilotagem, “rain” e “road”, com controles de tração prédeterminados.  Ou o guidão ligeiramente mais alto para uma postura mais confortável.

DESTAQUEsistema asc de controle de estabilidade
BOA PARAquem curte esportividade e versatilidade
PREÇO: R$ 65 mil (estimativa extraoficial)