11 sinais de que Romário foi o maior atacante brasileiro de todos os tempos

Conquistas (dentro e fora de campo), golaços e declarações polêmicas; a lista de feitos do eterno baixinho vai muito além das quatro linhas

Mais de 1000 gols

Artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2005 com 39 anos de idade

Conseguiu ser ídolo em 3 times rivais

 (/)

Não fazia média com ninguém. Nem com o “Rei”

Já marcou belos gols também fora de campo

 (/)

Da esquerda para a direita: Mônica Santoro, primeira esposa de Romário e mãe de Romarinho e Moniquinha; Cibelle Ribeiro, a Miss Bumbum do Ceará; Fabíola Azevedo, que namorou o atacante em 2014; Dixie Pratt, cantora norte-americana, namorou com o baixinho em 2015.

Foi fundamental em um título de Copa do Mundo (94)

Comprava qualquer briga

Apesar de baixinho (1,67 m), mandava muito bem nas cabeçadas

Era adepto do churrasco para unir o time

 

Para ele, menos treino é igual a mais gols

 (/)

Era um cara divino

“Quando eu nasci, o Papai do Céu apontou o dedo e falou: esse é o cara”, Romário, na época em que jogava pelo Flamengo.