5 coisas para pensar antes de “dar o próximo passo”

A relação com ela está na fase do vai ou racha. Então, descubra se você está pronto para dar esse passo - digamos - largo

Você está em um relacionamento estável. A pia do seu banheiro abriga alguns cremes perfumados, o guarda-roupa tem uma gaveta separada para ela, a Netflix sugere comédias românticas além da cota, a geladeira não tem só resto de pizza e cerveja. Sem contar que, durante a semana, ela passa cinco dias na sua casa e você dois na dela. Epa! Isso é quase um casamento e só você não se deu conta.

Então talvez seja hora de parar e (re)pensar: sua vida, seu futuro e até seus sentimentos sobre a garota. Muita coisa você vai descobrir só na prática. Mas quem é amigo, avisa: tem tudo para ser o maior barato. Está com o pé atrás? A gente vai ajudá-lo a dar o passo na direção certa com cinco questões a se pensar antes de tomar a decisão:

  • Acerte a questão financeira a dois

Dinheiro é um assunto para ser conversado frequentemente. Em uma pesquisa do SPC Brasil, 53% dos brasileiros dizem que os parceiros não são rigorosos com o planejamento financeiro e 23% deles relatam brigas e discussões quando os gastos extrapolam o orçamento. “Estipulem as próprias regras. A divisão não precisa ser 50% para cada. O que vale é saber que um pode contar com o outro e respeitar a situação financeira da casa”, explica Carlos Eduardo Carrion, psiquiatra de Porto Alegre.

  • Lembre-se que vocês conhecem a versão melhorada um do outro

//giphy.com/embed/xTiTnG0hxGx73NZpeM

Por mais íntimos que sejam, morar em casas separadas não permite que compartilhem de alguns momentos cruciais, como a crise completa de TPM dela, seus coices quando está aporrinhado com o chefe, a bagunça que ela deixa quando tira todas as roupas do armário antes de decidir o que vestir, sua mania de comer no sofá… Pode parecer óbvio, mas no dia a dia esse choque pode se transformar em um abalo sísmico. A rotina vem cheia de cansaço, mau humor e preocupações que podem, inclusive, baquear o sexo.

  • Aceite críticas e mudanças ao seu estilo de vida

Ao dividir o mesmo teto, algumas coisas na sua rotina vão mudar. Sem contar que a casa deixa de ser “sua” para se tornar “nossa”. Sua bagunça, seu ócio e seu anarquismo precisam ser remodelados – o que é bem diferente de serem extintos, já que casamento não é penitência! Esteja aberto para novidades e críticas. Talvez, de tanto ela pegar no seu pé, você comece a gostar da ideia de ter um guarda-roupa organizado. Entrar em um perfeito equilíbrio é difícil, mas pode ser bom pra caramba.

  • Mantenha sua vida privada – com ou sem ela

//giphy.com/embed/l3Ucjd2CxLydBTjjy

Sem querer dar um nó na sua cabeça: é importante dividir, relevar, compartilhar e abrir mão, certo? Porém, você não pode perder sua identidade e deixar de fazer tudo que gosta por causa de outra pessoa. Ao morar junto, é necessário abrir mão de algumas coisas, mas tudo tem limite. O futebol às quartas-feiras, a academia à noite, a happy hour com o pessoal do escritório, os encontros com os amigos de infância… Tudo isso precisa ser preservado individualmente, pois é saudável até para a vida do casal. Só que, para ser bacana para os dois lados, essa privacidade deve ser combinada. Impor suas vontades só traz mágoa e insegurança. Aqui, a recíproca também vale: a gata também tem direito de se divertir com as amigas.

  • Cultive o bom e velho sexo

Finalmente chegamos à parte boa de morar juntos: sexo todos os dias. Bom, a teoria é ótima, mas a realidade não é bem essa. Claro que dividir a mesma cama com a parceira facilita as coisas e deixa a vida sexual de vocês mais acessível. Por outro lado, a rotina pode ser uma grande broxadora. O cansaço do trabalho, as tarefas domésticas, o supermercado da semana, as contas para pagar… Ufa! É tão tentador se esparramar no sofá e acessar a Netflix. Só cuidado com essa cilada. As transas podem cair no quesito frequência, mas terão que subir em qualidade e criatividade. Manter o fogo do tesão é trabalhoso – e a grama do vizinho nunca é mais verde, nem mais quente que a sua!