5 dicas básicas para ser mais feliz no ambiente de trabalho

Integrar vida pessoal e profissional parece um erro, mas quando feita com sabedoria pode fazê-lo ganhar nas duas pontas

Felicidade escritório

 (Pixabay/Reprodução)

Se você é daqueles que sofre com o final do domingo por pensar na temida segunda-feira, este texto nasceu para dá-lo esperança.

No livro mais recente de Fredy Machado (palestrante e consultor em gestão de talentos), É possível se reinventar e integrar a vida pessoal e profissional [selo Benvirá, da Editora Saraiva], uma pesquisa chama a atenção: 64% dos executivos brasileiros estão infelizes no trabalho.

O estudo realizado com mais de 300 profissionais de 21 Estados brasileiros, também contou com representantes de outros 13 países.

Debruçado nessa cruel realidade, o autor tirou alguma táticas para driblar o clima fúnebre e alcançar a felicidade (e liberdade) dentro do seu cubículo.

 

Veja:

 

1. Alinhamento do propósito pessoal

work

 (Pixabay/Reprodução)

Assim como é indispensável ter um propósito na vida pessoal, o mesmo vale para o profissional. Fredy ensina como traçar um:

 

“Você pode começar criando uma pequena lista e depois produzir um texto que explique e defina cada item dessa lista. Depois analise o que os elementos têm em comum e determine o seu principal propósito”.”

 

2. Alinhamento do propósito da empresa em que trabalha

work

 (Pixabay/Reprodução)

Já é cientificamente comprovado que pessoas felizes produzem mais. E melhor.

Segundo um estudo de meta-análise realizado pela Universidade da Califórnia, em Riverside, o “trabalhador sorriso largo” é, em média, 31% mais produtivo.

Para fazer parte desse montante é indispensável conhecer os valores do seu patrão:

Seu bem-estar sofre fortes influências da conexão entre o combo Propósito de vida & Objetivos da empresa. Ou seja, alinhar os dois é um dos caminhos para o regozijo.

 

 

3. Diagnóstico

curtindo a vida adoidado

 (Curtindo a vida adoidado/Divulgação)

Faça um diagnóstico claro de como está a sua vida hoje, em todos os níveis: pessoal, profissional, relação com a comunidade.

“Leve em consideração: boa forma e saúde, carreira, riqueza/dinheiro, crescimento pessoal/espiritual, diversão/recreação, amor, amigos/família, lar, ambiente físico, criatividade e autoexpressão”.

Equilíbrio é a chave para o sucesso. Esse é um clichê vencedor.

 

4. Procure feedback

work

 (Pixabay/Reprodução)

Um sistema genuíno de feedback pode afetar toda a organização.

Procure por pessoas que te conheçam bem e peça por 100% de sinceridade quando o assunto for desempenho.

“Os empresários e as empresas devem firmar compromissos claros com seus funcionários e serem sempre os mais objetivos possíveis no relacionamento, pois isso cria uma maior reciprocidade e senso de compromisso entre eles.”

 

5. Planejamento estratégico

segunda-trabalho-vip

 (Pixabay/Reprodução)

Faça um planejamento que envolva tudo no que você estiver inserido e promova uma integração entre seu propósito de vida, desejos, profissão e o que você vem conseguindo oferecer para a sociedade — isto é o que os americanos chamam de “Give back”.

Também existe prazer em ajudar, dentro e fora da empresa.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você