As capas de Camila Pitanga na VIP

Estreia nesta sexta-feira (20/4) o filme Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, estrelado por Camila Pitanga, que se vê envolvida em um triângulo amoroso na Amazônia. Na direção, Beto Brant e Beto Ciasca repetem a tabelinha que já fizeram em Cão Sem Dono (2007). Mas voltemos à Camila, hoje estrela consagrada de novelas […]

Estreia nesta sexta-feira (20/4) o filme Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, estrelado por Camila Pitanga, que se vê envolvida em um triângulo amoroso na Amazônia. Na direção, Beto Brant e Beto Ciasca repetem a tabelinha que já fizeram em Cão Sem Dono (2007).

Mas voltemos à Camila, hoje estrela consagrada de novelas da Globo e do cinema brasileiro. Ela apareceu na capa da VIP em duas ocasiões quando ainda estava em ascensão, mas já chamava a atenção do público por sua beleza morena e seu talento.

A primeira capa foi na edição de março de 1998 (acima). E o repeteco de Camila veio em julho de 2000 (abaixo).

Na entrevista de e Camila nessa edição de 2000, ela recusou-se a ficar rotulada como “boa moça”.

  • VIP – Sua imagem pública é de boa moça. Quando a Pitanga enfia o pé na jaca?
  • Camila Pitanga – Boa moça, eu? Deus me livre! No trabalho eu tenho cuidado com a minha imagem, mas vivo minha vida como uma pessoa normal. Não sou controlada para tudo. Tenho só 23 anos e adoro curtir minha liberdade como qualquer mulher dessa idade: danço, conto piada, rio, saio com os amigos, namoro.

Por muito pouco, não houve uma terceira página frontal da Pitanga em novembro de 2007. É que ela ficou em 2º lugar na eleição das 100+, perdendo o título (e a capa) para a colega global Juliana Paes. Naquele ano, Camila foi a sensação da TV brasileira no papel da garota de programa “de ‘catiguria’” Bebel, na novela Paraíso Tropical.

Abaixo, o trailer do novo filme de Camila.

httpv://www.youtube.com/watch?v=nzdrsuV6wyk

 

***

Posts relacionados