Como o poker pode melhorar sua vida: 4 lições campeãs

As relações entre a jogatina e a vida real são enormes. Veja o que você pode aprender antes de desistir ou na hora de apostar alto

poker

 (Pixabay/Reprodução)

Verdadeiro laboratório para treinar a vida cotidiana, o Poker é um bom test drive na tomada de decisões.

Quantas vezes, no passado, sabíamos o que era para ser feito e nos deixamos levar pela falta de coragem e pelo lado emocional?

Na prática do poker, isso é muito similar.

E a vida, na prática, tem momentos cruciais em que um passo em falso pode custar um relacionamento, um emprego, um investimento, um carro ou uma amizade.

Conheça como quatro momentos/lições na mesa de carteado podem ser transportadas para sua vida pessoal.

 

1. Fold

poker-folding

 (Online Poker Guide/Reprodução)

O que pode parecer uma decisão simples é, na verdade, uma armadilha.

Em teoria, ao cair em um “Fold”, o que resta ao jogador é largar as cartas, desistir e passar para a próxima rodada.

No entanto, à medida que você larga as cartas, pode ficar em uma sucessão de “mãos perdidas”, deixando de jogar de fato por 30, 40, 50 minutos…

Eis que surgem ansiedade, tédio, confusão na mente (para tentar enxergar valores melhores nas cartas).

O antídoto para isso? Uma boa dose de paciência.

Na vida, quando as coisas estiverem envoltas por uma onda de negatividade e falta de esperança, vale (e muito) respirar fundo e pensar que a espera pode ser uma virtude. 

 

2. Call

poker

 (Pixabay/Reprodução)

Deixamos passar infinitas mãos e agora chega o momento de apostar. Agora, o que nos leva a escolher essa mão para apostar?

Isto também envolve emoções porque junto com esse call estão envolvidas ilusões, expectativas e esperança de que a decisão de arriscar nossas fichas nessa aposta seja a correta.

O mesmo acontece na vida quando apostamos em um relacionamento ou emprego.

Na mudança de casa ou até na inscrição em um curso ou escola.

Ninguém aposta para perder.

E todos convivem com várias emoções misturadas, tanto quando as coisas dão certo, ou quando dão errado.

O poker é uma grande ferramenta para trabalhar a resiliência.

 

3. Raise

poker

 (PokerTube/Reprodução)

Aumentar sua aposta não é só “pagar para ver”.

Pisar além da linha significa comprometer ainda mais fichas do stack, apostando em você mesmo.

Em termos práticos, podemos pensar em autoconfiança e coragem.

As várias emoções que participam dessa decisão — que pode ou não dar certo — são determinantes ao longo da vida.

Correr alguns riscos é essencial se você deseja conquistar grandes coisas.

Para empreender, investir em um relacionamento às escuras ou até mesmo pegar um empréstimo no banco, ficamos sujeitos ao acaso.

Porém, vale a máxima: quanto maior o risco, maior o retorno.

Na vida acontece a mesma coisa.

 

 

4. All In

all_in

 (Pixabay/Reprodução)

Em que você apostaria tudo? No amor? Na fé? No bar que você sempre sonhou em montar?

Chegar à derradeira decisão de continuar no jogo ou sair da mesa envolve uma série de coisas que embrulham qualquer estômago.

Mas entre todas as sensações, o medo se destaca e, para tomar uma decisão correta, dominá-lo é crucial.

O medo paralisa, muda a respiração e te deixa nervoso.

Por isso, antes de jogar a cartada final, avalie todas as possibilidades, veja se a decisão é a correta e use o feeling para não se arrepender depois.

Na hora do “tudo ou nada”, tente colocar uma dose de certeza para não sair perdendo tudo.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você