Cuba vai abrir seu primeiro hotel cinco estrelas

Ele irá ocupar o edifício Manzana de Gómez, prédio histórico no coração de Havana

Aos poucos Cuba vai se abrindo e se tornando um país como outros. O primeiro passo (simbólico) foi o fim do limite da quantidade e rum e charutos que um viajante vindo dos Estados Unidos podia trazer para o país. Agora a pequena ilha começa a dar passos um pouco mais… capitalistas.

Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação (/)

Aproveitando o veto para empresas americanas atuarem em solo cubano, o mais antigo grupo hoteleiro do Europa, Kempinski, aproveitou a situação para construir o primeiro hotel cinco estrelas da ilha, o Gran Hotel Kempinski Manzana La Habana, que será inaugurado ainda em 2017.

Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação (/)

Ele ficará localizado na histórica Manzana de Gómez, o primeiro prédio comercial de Havana, construído em 1917 no coração da capital. Sua localização privilegiada fará com que os hóspedes tenham vistas privilegiadas. Entre elas: o El Capitolio, Gran Teatro de La Habana e do célebre restaurante La Floridita. O hotel também terá uma cobertura com piscina e um lounge com vista para toda a capital.

Ao todo serão 246 quartos decorados com cores vibrantes, um spa, três restaurantes, um lobby bar, uma sala para degustar os famosos charutos do país, além de wi-fi grátis em todo o prédio.

Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação (/)

Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação (/)

Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação (/)

Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação (/)