Entenda porque não se deve tirar selfies enquanto dirige

Se você é um dos milhares de homens que corre esse risco, saiba: tirar uma simples foto pode ser muito perigoso

Não importa seu gosto musical nem onde você passará o Carnaval. Nesse feriadão haverá folia, centenas de eventos por todo o país e reuniões entre amigos – a receita perfeita para selfies. Contudo, parece incrível, mas nem todo mundo tem ciência disso e abusam da evolução tecnológica do famoso autorretrato. Estima-se que, anualmente, são tiradas mais de 2 bilhões de selfies ao redor do mundo, e cerca de metade dos motoristas jovens admite já ter tirado pelo menos uma delas dentro de seu veículo.

Em 2013, a Ford entrevistou 7,000 usuários de smartphone de 18-24 anos de idade ao redor da Europa para ter uma boa visão do mau uso do aparelho atrás do volante. Os resultados mostraram que, enquanto um a cada quatro jovens tirava uma rápida selfie enquanto dirigia, 25% ainda postava as imagens nas redes sociais no meio do caminho. A pesquisa também revelou que os britânicos são os piores nessa situação, e que homens jovens tiram mais fotos do que as garotas, apesar de todos de ambos os sexos reconhecerem o risco.

Para mais resultados da pesquisa e os riscos de distração, confira o infográfico abaixo:

  (Créditos: Ford) Clique na imagem para exibí-la em tamanho maior

(Créditos: Ford) Clique na imagem para exibí-la em tamanho maior (/)

As campanhas realizadas para conscientizar o motorista sobre o perigo de usar o celular ao dirigir devem ser levadas a sério. Por exemplo, você sabia que ao checar mídias sociais em seu smartphone enquanto dirige a uma velocidade de 100 km/h você percorreria o equivalente a 5 campos de futebol, em cerca de 20 segundos?

O próprio Instagram detecta mais de 4,3 milhões de resultados de imagens marcadas com a hashtag “driving” – enquanto há 14 mil resultados para “dirigindo” -, 89 mil resultados para “drivinghome” (inglês para “dirigindo para casa”) e 17 mil resultados para “drivingtowork” (ou “dirigindo para o trabalho”).

Em 2013 a Ford fez esse vídeo especial, ilustrando a evolução do homem na composição de autorretratos:

VEJA TAMBÉM:

“Tirar uma selfie com o smartphone tornou-se, para a maioria dos jovens, algo que faz parte do seu cotidiano – mas é a última coisa que deveríamos fazer atrás do volante”, diz Jim Graham, responsável pelo programa Ford Driving Skills for Life. “ É preocupante que tantos jovens tenham admitido tirar fotos enquanto conduzem, [logo] faremos todo o possível para alertá-los do perigo através do nosso programa de educação na condução.”

De acordo com o estudo, os condutores britânicos são os que mais tendem a tirar uma “selfie” quando estão em movimento (33%), ficando na frente dos alemães (28%) e italianos (26%)

A empresa concluiu que tirar uma selfie ao volante pode distrair o motorista durante 14 segundos, e navegar nas redes sociais pode te distrair por 20 segundos – tempo o suficiente para que ocorra um grave acidente.