Luz clara influencia a maneira como você lida com o dinheiro

Pesquisadores investigaram por dois anos como a luminosidade afeta sua tomada de decisões

Decisões financeiras

(Divulgação/Reprodução)

Já pensou nos fatores que podem interferir em suas escolhas financeiras? Você pode decidir não pedir aquela pizza no sábado à noite se a conta estiver no vermelho ou deixar o cartão de crédito em casa para não estourar o limite, por exemplo.

Agora, um outro fator bem curioso foi investigado por cientistas de Sydney, Austrália, e de Nova York, nos Estados Unidos.

Luzes muito claras como a do sol ou até mesmo de ambientes como os de shopping centers podem afetar nossas decisões em questões financeiras. E quanto maior a luminosidade, maior a chance de prejudicar seu bolso.

Por dois anos foram dispostos no Museu da Academia Nacional de Ciências em Washington, capital americana, quiosques com touchscreen onde eram apresentadas 40 propostas financeiras. Os pesquisadores analisaram mais de 2.500 pessoas. 

Em um dos testes, as pessoas precisavam escolher entre receber asseguradamente cinco dólares ou arriscar uma chance considerável de ganhar 20 dólares. Era tudo ou nada.

Quanto mais claro o ambiente, maior foi a probabilidade de os participantes se arriscarem ao prêmio máximo – considerada uma má opção devido ao risco.

“Em dias com grande intensidade de luz, conclui-se que as pessoas ficam mais inconstantes em suas tomadas de decisões”, explica o professor e co-autor do estudo Agnieszka Tymula, da Universidade de Sidney. 

A pesquisa também questiona a adequação de tratamentos como a fototerapia para a depressão sazonal que afeta pessoas no inverno quando há menos luz disponível. O problema é comum onde as características da estação são mais fortes.

O tratamento com luzes artificiais tem ajudado estas pessoas, mas, agora, os cientistas procuram saber em que medida estas luzes podem influenciar as decisões dos pacientes no dia a dia.