Programa para o feriado: debater a diversidade

A Casa Ponte é uma iniciativa da Skyy Vodka para informar e atrair aliados para a causa LGBT (e outras letras mais)

(Ali Karakas/Divulgação)

Um casarão antigo na rua dos Franceses, na região da Bela Vista, em São Paulo, é o cenário escolhido pela Skyy Vodka para, até o fim desta semana, promover o diálogo para a causa LGBTQIA+.

A sigla ganhou mais letras para identificar os queer (quem não quer ou não sabe identificar seu gênero), intersexo (quem não se encaixa em sexo feminino ou masculino), assexuais (quem não sente atração sexual) e todo mundo que não se encaixa nas demais orientações.

(Rodrigo Zorzi)

Batizado de Casa Ponte, o espaço funciona até o dia 15 de outubro com uma intensa programação gratuita. Ontem, por exemplo, às 19h30, a modelo e estilista Lea T recebeu convidados para um coquetel e um bate-papo.

Ela, aliás, é uma das anfitriãs da casa, que tem também Daniela Mercury e Jonny Hooker. Cada um criou um dos quartos do estabelecimento.

“Os três anfitriões são líderes no tema diversidade na sociedade, logo têm poder de influenciar positivamente as pessoas e nos ajudar a levar informação sobre o assunto”, afirma Marina Santos, diretora de marketing do Gruppo Campari, detentora da marca Skyy.

(Rodrigo Zorzi)

A ação faz parte do reposicionamento da marca de vodca, e faz jus à origem dela, a cidade de São Francisco, associada à liberdade e à luta pelos direitos humanos.

A programação da Casa Ponte começa às 11h da manhã e inclui painéis, workshops, happy hour e pockets show.

Vá lá:

Casa Ponte

Rua dos Franceses, 350

Bela Vista, São Paulo

skyycasaponte.com.br