Supermaratonistas de séries: o hábito merece um alerta

A prática pode atualizá-lo rapidamente sobre as novidades de sua série favorita, mas também pode causar insônia e ansiedade

 (Allan Francisco/Revista VIP)

A Netflix mudou de vez a maneira como se consome séries. Se antes a apreensão era semana a semana para um novo capítulo, hoje o objetivo é assistir a novas temporadas no menor tempo possível.

O formato de lançar todos os episódios de uma só vez nasceu com o serviço de streaming e criou um novo fenômeno entre os fãs de seriados: os supermaratonistas, que segundo a própria Netflix é quem finalizou uma temporada de uma série nas primeiras 24 horas do seu lançamento.

 (Netflix/Reprodução)

O furor para assistir os novos lançamentos é tanto que um usuário brasileiro assistiu a 21 séries diferentes no dia da estreia de cada uma delas. O fenômeno cresceu 2500% nos últimos quatro anos.

É curioso notar que este fenômeno acontece quase sempre com seriados recém lançados, exceção feita ao Brasil, cuja a medalha de ouro de série mais supermaratonada pertence ao anime The Seven Deadly Sins. O resto do top 10 do país continua assim:

  1. The Seven Deadly Sins
  2. Marvel’s The Defenders
  3. Santa Clarita Diet
  4. Gilmore Girls: A Year in the Life
  5. 3%
  6. The Ranch
  7. Atypical
  8. Stranger Things
  9. Fuller House
  10. You Me Her

Assista com cuidado

A supermaratona é um fenômeno notória há alguns anos, e ja se tornou termo em dicionários de língua inglesa: em 2015, o Collins Dictionary selecionou Binge Watching como o verbete do ano.

Na época, a prática era vista como apenas uma consequência do novo modelo. Mas o crescimento da incidência de supermaratonistas vem provocando algumas ressalvas.

Apesar dos estudos sobre o assunto ainda serem esparsos, há problemas genuínos na prática, que pode se assemelhar a um vício.

“Por conta das mudanças no estilo de distribuição de séries, o que antes era consumido em pequenas doses e de forma constante, hoje é em doses cavalares. Para além da disponibilidade, também não podemos negar a qualidade das séries como outro fator para o vício”, diz o psiquiatra Luiz Scocca.

Segundo o médico, a supermaratona pode causar sintomas de fissura, assim como pode estar relacionada a depressão e ansiedade.

Mas nem tudo está perdido. “Não há problemas em assistir séries, mas essa prática feita em excesso pode afetar seu sistema de atenção. Dessa maneira, você esgota toda sua capacidade de se concentrar em algo durante o restante do dia. Além disso, ela altera seu sistema de recompensa”, diz o neurologista Fabio Porto.

Entre os principais sintomas de um dia em frente à TV está a superexcitação, que causa insônias e a dificuldade de relaxamento.

Para quem ficou preocupado com os efeitos da supermaratona, uma dica: assista com calma, as séries estarão disponíveis por um bom tempo.