Testamos a nova GoPro+LCD num evento de esportes no Colorado. Assista!

A mais acessível entre as câmeras da marca deve chegar no mercado brasileiro nos próximos meses

Por Airton Seligman

Num mundo em que se documenta até a ida ao banheiro, a GoPro inventou um bordão matador: be a hero (seja um herói). Ou seja, com ela você prova que não é um cara comum. É vero. Dá para montá-la no peito, no capacete, na ponta de um caiaque (é à prova d’água), tudo para ter as mãos livres. Para quê? Para virar o herói, quer saltando de paraquedas ou mergulhando num rio gelado. Com esse marketing apontado para quem curte esportes e aventuras radicais e a vida on the road, a marca montou em Vail, no Colorado (EUA), o GoPro Mountain Games, evento de esportes de aventura nas Rocky Mountains.

Fomos até lá para testar o novo modelo Hero+LCD, o mais básico da marca, que deve ser lançado neste semestre no Brasil (sem preço em reais até o fechamento desta edição). Lá fora custa 299 dólares, contra 399 da Hero4 Silver (2.199 reais) e 499 da Hero4 Black (2.499) reais. Basicona, não tem o Protune, sistema de ajuste manual fino, presente nas outras. A principal diferença: resolução. Em vídeo, vai até 1080p / 60 fps (frames per second) e em fotos fica em 8MP, com 5 fotos por segundo. A ótima notícia: tem display touchscreen, como na Hero4 Silver, modelo intermediário que grava em 4K/ 15fps e fotografa em 12 MP / 30 fps. VIP testou a +LCD como se deve: no caiaque, dentro d’água gelada, num quadriciclo, na tiroleza gigante e, mesmo com tempo nublado, a +LCD respondeu como se deve. Sem arrepiar. Veja o clipe do nosso teste abaixo: