Tim Maia recomenda trocar o óleo

Gênio musical mas socialmente maluco e imprevisível (seu hábito de não comparecer a shows ou abandoná-los pelo meio por qualquer motivo ficou lendário), Tim Maia (1942-1998) não era exatamente uma opção óbvia para uma empresa sólida e respeitável utilizar como garoto-propaganda. Mesmo assim, a Petrobrás bancou essa aposta em 1986 e Tim estrelou uma campanha […]

Gênio musical mas socialmente maluco e imprevisível (seu hábito de não comparecer a shows ou abandoná-los pelo meio por qualquer motivo ficou lendário), Tim Maia (1942-1998) não era exatamente uma opção óbvia para uma empresa sólida e respeitável utilizar como garoto-propaganda. Mesmo assim, a Petrobrás bancou essa aposta em 1986 e Tim estrelou uma campanha dos óleos automotivos Lubrax. Acima, uma versão impressa da campanha publicitária.

Havia o anúncio de TV, no qual Tim, o “frentista”, cantava para um casal que parava num posto uma adaptação de seu clássico “Azul da Cor do Mar”. Não foi encontrada no YouTube qualquer vídeo com esse comercial (houve um, que foi retirado há alguns anos pelo próprio usuário que postou).

Para compensar, eis um vídeo de uma apresentação de Tim Maia no Programa Carlos Imperial, da extinta TV Tupi, em 1978, dublando seu sucesso da época “Acenda o Farol”, do LP Tim Maia Disco Club (disco que também tinha o batidão funk de “Sossego”).

httpv://www.youtube.com/watch?v=yGEZeqvofs8

***

Posts relacionados

***

(Imagem: reprodução revista PLACAR)