Leitura de areia

Romances

A Ilha do Tesouro – Robert Louis Stevenson (Record, 352 páginas, R$ 42,90)
Piratas e ouro escondido são dois elementos literários que agradam quem tem de 8 a 80 anos. Explorados por um escritor do nível de Stevenson, esses elementos viram um romance indispensável da ficção em língua inglesa.

A Gente se Acostuma com o Fim do Mundo – Martin Page (Rocco, 224 páginas, R$ 29)
Falam muito em “crítica da sociedade contemporânea” quando discutem o escritor francês Martin Page, relegando a sua maior qualidade: o humor esperto. A Gente…, seu mais recente livro lançado no Brasil, conta a vida de Elias, produtor de cinema, e seu envolvimento com os tipos mais escrotos do meio.

História do Cabelo – Alan Pauls (Cosac Naify, 168 páginas, R$ 45)
Sendo Alan Pauls um argentino, é bom esclarecer: não, essa não é uma biografia do mullet. Mas em nenhum outro livro você vai encontrar alguém tão obcecado com a moldura do rosto como o protagonista dessa história. A narrativa é curta, mas se desdobra em um ritmo ininterrupto, já que o narrador faz as ligações mais absurdas entre a sua obsessão e, basicamente, todos os tópicos que interessam na vida de um homem.

Contos

Ficção de Polpa: Crime! – Vários (Não Editora, 160 páginas, R$ 25)
Depois dos volumes dedicados a contos sobrenaturais e de ficção científica, o quarto da Não Editora foca apenas em histórias policiais. Tem assassinato em reality show, coelho como amigo imaginário de detetive e mistérios arrepiantes.

Todos os Fogos o Fogo- Julio Cortázar (Civilização Brasileira, 160 páginas, R$ 28)
As oito histórias contadas aqui são fáceis de ler e difíceis de largar por causa dos enredos absurdamente originais. Motoristas presos em um engarrafamento interminável iniciam uma “sociedade” no meio da estrada; garoto se apaixona pela sua enfermeira enquanto espera que lhe arranquem o apêndice; rapaz relembra a época em que frequentava as casas de prostitutas da cidade. Cada conto com um final tão surpreendente que a releitura vai parecer a coisa mais natural do mundo.

O Anão e a Ninfeta – Dalton Trevisan (Record, 160 páginas, R$ 34,90)
Com 84 anos, Trevisan ainda tem fôlego para lançar um livro de 40 contos inéditos e ainda cheios de perversão. Entre as quatro dezenas de histórias, algumas não alcançam o tamanho de uma página, e são essas as melhores e mais sujas, como Programa, que descreve por meio de diálogos um sexo oral desastroso.

E-books (disponíveis para compra nos sites da Saraiva e Cultura)

Janela Para a Morte – Raymond Chandler (L&PM, R$ 12)
Philip Marlowe, personagem mais famoso do escritor americano Raymond Chandler, é contratado para descobrir o paradeiro de uma moeda valiosa. Passeando entre as altas e baixas classes de Los Angeles, Marlowe também enfrenta seu período mais sentimental e engraçado nessa história.

As Esganadas – Jô Soares (Companhia das Letras, R$ 25)
O novo romance de Jô Soares se passa no Rio de Janeiro dos anos 1930 e conta a história de um assassino que usa doces portugueses para atrair suas vítimas preferidas: mulheres jovens e gordas. Se a sinopse já é engraçada, o absurdo da história só aumenta para melhorar a graça.

A Outra Volta do Parafuso – Henry James (Companhia das Letras, R$ 16)
Governanta tem que cuidar de duas crianças enquanto aparições de antigos criados mortos assombram a casa. A história do escritor inglês Henry James consegue assustar os espíritos mais indiferentes até mesmo se lida em pleno dia de sol.