YouTube é a nova porta para divulgar hits musicais

2Cellos, The Piano Guys e David Garrett são só alguns nomes dessa lista de "estrelas" que alcançaram a fama através de views

Uma das principais vontades de um musicista iniciante é saber tocar “aquela música” extremamente complicada. Com a facilidade que encontramos hoje de se fazer vídeos, instrumentistas de vários países gravam clipes em que exibem suas habilidades, publicam no YouTube e, com sorte, acabam viralizando e se destacando. Essa receita é seguida por músicos de vários estilos. Mas um método acabou ganhando ainda mais força graças à “era dos youtubers”: o uso de instrumentos clássicos, mais identificados com orquestras, em músicas com pegada pop.

Os principais nomes cativaram fãs no YouTube, conseguiram contratos com gravadoras e um bom público em seus shows pelo mundo. E o Brasil já foi conquistado também. A dupla croata 2Cellos, um dos expoentes desse “pop clássico”, fez, em setembro, apresentações em Porto Alegre, São Paulo e Brasília, com casas cheias.

Reunimos os principais artistas para conhecer melhor esse novo gênero.

2Cellos

2cellos-show-cultura

A Sinfonia Nº 5 em Dó Menor Op. 67 (também conhecida como “a Quinta de Beethoven”) emendada com Whole Lotta Love, do Led Zeppelin. É o resumo do que a dupla croata Luka Šulić e Stjepan Hauser faz num palco com seus violoncelos elétricos. “Surpreendemos ao combinar músicas que as pessoas acham impossíveis de misturar”, disse Stjepan à VIP. E Luka explicou que uma música só entra no repertório se soar convincente: “Se não fazemos jus ao original, nem tocamos”.

Confira a entrevista completa a seguir:

The Piano Guys

the-piano-guys-cultura

Com medleys bem montados (um exemplo é o resumo da trilha sonora da trilogia O Senhor dos Anéis em apenas cinco minutos e meio), a dupla, formada pelo violoncelista Steven Sharp Nelson e o pianista Jon Schmidt, faz covers de músicas pop (como With or Without You, do U2, ou Hello, de Adele) com caráter clássico. Em estúdio, remixam. Quando tocam ao vivo (em shows e vídeos para a internet), ganham o reforço de músicos convidados para deixar o som sem vazios.

Vitamin String Quartet

vitamin-string-quartet-cultura

Os mais experientes. E também os mais anônimos. Em 17 anos, o VSQ tem um revezamento constante de instrumentistas, que nem aparecem nas capas de seus álbuns. Apesar de tocar músicas de Daft Punk, Gorillaz e até Linkin Park, o grupo foge dos efeitos eletrônicos. Busca ser fiel aos originais com técnicas como o pizzicato (pinçar com os dedos as cordas de violino ou violoncelo) e movimentos rápidos de arco para simular o ritmo ditado por baixo e bateria numa banda pop.

Lindsey Stirling

lindsey-stirling-show-cultura

A jovem americana destaca-se pela agilidade no palco, ao dançar e tocar violino em uma apresentação visual que impressiona os desavisados que acabam esbarrando em um de seus vídeos no YouTube. Lindsey já gravou com Jessie J; participou da trilha sonora de Meu Amigo, o Dragão, animação da Disney; e colabora com outros “parceiros” de YouTube, como o quinteto Pentatonix e The Piano Guys. Ela também tem composições próprias, em que mistura eletrônico, pop e hip hop.

David Garrett

david-garrett-cultura

Ganhar um violino Stradivarius no começo de carreira não é para qualquer um. E o alemão David fez jus ao presente. Já bateu recordes mundiais de rapidez no instrumento e até bancou ator interpretando o lendário Niccolò Paganini, o mais “virtuoso” violinista do século 18, numa cinebiografia. Com suas composições mais puxadas para o rock, ele costuma se apresentar ao lado de uma orquestra que inclui bateria e guitarra. Entre suas covers, destaque para Master of Puppets, do Metallica.

Apocalyptica

apocalyptica-show-cultura

Primeira a ficar conhecida por um público maior, a Apocalyptica se firmou na segunda metade dos anos 1990 ao fazer um álbum inteiro só com músicas do Metallica. Com eles, Enter Sandman tornou-se mais simples e mais sombria. O próprio Metallica chamou o Apocalyptica para tocar One num show em São Francisco, em 2011. Eles também já receberam colaboração de outros roqueiros, como Dave Lombardo, da banda Slayer, e Gavin Rossdale, líder do Bush.

Os hits no YouTube em milhões de visualizações

  • 136,6 mi – Lindsey Stirling (Radioactive)
  • 79 mi – The Piano Guys (A Thousand Years)
  • 66,8 mi – 2Cellos (Thunderstruck)
  • 29 mi – David Garrett (Viva La Vida)
  • 28,9 mi – Apocalyptica (I Don’t Care feat. Adam Gontier)
  • 2,3 mi – Vitamin String Quartet (Sweet Child o’ Mine)