A culpa é do Viagra contaminado

É isso que a defesa de Anderson Silva vai alegar a respeito dos exames positivos de doping antes e depois da luta contra Nick Diaz, em 31 de janeiro, no UFC 183. A audiência do lutador brasileiro na Comissão Atlética de Nevada está marcada para amanhã, em Las Vegas. Segundo documento divulgado pela reportagem do […]

É isso que a defesa de Anderson Silva vai alegar a respeito dos exames positivos de doping antes e depois da luta contra Nick Diaz, em 31 de janeiro, no UFC 183. A audiência do lutador brasileiro na Comissão Atlética de Nevada está marcada para amanhã, em Las Vegas. Segundo documento divulgado pela reportagem do Combate.com, a equipe de Spider nega o uso consciente das substâncias proibidas drostanolona e androsterona, mas admite que o lutador tomou remédios ansiolíticos um dia antes do evento, para combater sintomas de ansiedade e insônia. De acordo com a defesa, as demais substâncias proibidas que apareceram nos exames são resultado de suplementos contaminados usados pelo ex-campeão do UFC — entre eles, um usado para “melhorar a performance sexual”.

Outra estratégia da defesa é desqualificar os resultados positivos dos testes de urina e sangue feitos no dia da luta. Os exames foram realizados por dois laboratórios diferentes. Enquanto os feitos pelo Sports Medicine Research and Testing Laboratory (SMRTL) mostraram a presença de drostanolona, os realizados pelo Quest Diagnostics deram negativo para os anabólicos.

Veja abaixo partes do documento obtido pelo Combate.com, com destaque para os trechos em que a defesa confirma o uso de ansiolíticos (“Silva alega que administrou ou usou uma ou mais benzodiazepinas proibidas antes do evento porque ele estava ansioso e não conseguiu dormir”) e em que culpa o Viagra — ou Cialis ou Levitra, já que não a defesa não especifica o medicamento — (“Silva estava administrando ou usando um suplemento com o propósito de melhorar a performance sexual e testes do suplemento revelaram que o suplemento estava contaminado com um agente anabólico exógeno: drostanolona metabólita. O suplemento contaminado é a causa da presença do agente anabólico exógeno na urina de Silva”).

Viagra