Clube inglês terá estádio sustentável inteiro em madeira

Cerca de R$ 400 milhões serão gastos na nova casa do Forest Green Rovers, da 5ª divisão

 (Zara Hadid/Divulgação)

A madeira é um dos materiais com mais classe do mundo, mas dificilmente é considerado para a construção de grandes obras.

Entretanto, o grupo de arquitetura Zaha Hadid (responsável por um dos estádios da Copa do Catar e pelo Parque Olímpico de Londres) decidiu criar uma arena com a matéria-prima como elemento principal. A empresa iniciou o projeto após vencer um concurso lançado pelo próprio clube.

A edificação irá pertencer ao modesto Forest Green Rovers, clube da quarta divisão inglesa, na cidade de Nailsworth, e tem um custo estimado de £100 milhões (cerca de R$ 400 milhões). O clube é conhecido pelas causas ambientais, e em 2015 se tornou o primeiro clube de futebol vegano do mundo.

 (Zara Hadid/Divulgação)

O estádio terá capacidade para cinco mil pessoas, e será um dos mais sustentáveis do planeta.

Um escritório para funcionários de uma empresa que fornece eletricidade para a região por meio de fontes renováveis de energia – cujo dono é Dale Vince, o cartola do Forest Green Rovers – fará parte do complexo.

 (Zara Hadid/Divulgação)

Segundo Vince, “o impacto de carbono de qualquer estádio vem principalmente dos materiais de construção” e a madeira tem “conteúdo carbônico muito abaixo de outras matérias-primas”.

Infelizmente o projeto ainda não tem data de inaguração.