Confira seis razões para não perder a nova temporada da NBA

Jogos da liga norte-americana começam nesta terça-feira (27/10) e têm nove brasileiros, de veteranos consagrados a “novato” que já chama atenção

Por Cláudia de Castro Lima e Rafael Pera

Começa nesta terça-feira (27/10), às 22h, a temporada 2015/2016 da NBA. Nos jogos de estreia da liga oficial de basquete norte-americana, Chicago Bulls enfrenta o Cleveland Cavaliers e Atlanta Hawks pega o Detroit Pistons. Um pouco mais tarde, à meia-noite e meia, o atual campeão Golden State Warriors, que não mudou sua base, encara o New Orleans Pelicans. Listamos seis motivos pelos quais esta temporada está imperdível.

VEJA TAMBÉM:

1) Tem número recorde de brasileiros…
Nunca houve tantos representantes brasileiros na NBA. Agora são nove, em oito times diferentes, entre veteranos e recém-contratados. São eles: Anderson Varejão (Cleveland Cavaliers), Nenê (Washington Wizards), Tiago Splitter (Atlanta Hawks), Leandrinho (Golden State Warriors), Raulzinho (Utah Jazz), Marcelinho Huertas (Los Angeles Lakers), Cristiano Felício (Chicago Bulls) e Bruno Caboclo e Lucas Nogueira (ambos do Toronto Raptors).

2) …e um novato já chama atenção
É Marcelinho Huertas, do Los Angeles Lakers. Se inicialmente a imprensa da Califórnia desdenhou da contratação do rapaz, por causa de seu pouco expressivo currículo internacional (ele jogou no Brasil, na Espanha e na Itália), agora o jogo virou – o atleta de 32 anos que trocou o basquete europeu pelo americano causou uma ótima impressão na pré-temporada.

Abaixo, Marcelinho Huertas dando show contra Portland na pré-temporada:

3) Pode ser a despedida de Kobe Bryant
Em sua 20ª temporada na NBA, o jogador do Los Angeles Lakers mostra sinais de que deve se aposentar. Ele já deu uma ou outra declaração nesse sentido (“Não há nada certo… é realmente duro esse tipo de decisão”, disse ele ao americano Yahoo Sports recentemente), mas ninguém confirma. No entanto, o físico do atleta de 37 anos, embora ele diga que está em plena forma, já parece não suportar tamanha exigência. Kobe chegou a ser poupado nos últimos jogos da pré-temporada.

4) Dois times superpopulares estão na berlinda
Um deles é o Los Angeles Lakers. Sua performance depende muito de como Bryant vai render. A equipe contratou Roy Hibbert e Marcelinho Huertas, mas faltam grandes estrelas que fizeram seu nome no passado. Outro time na berlinda é o New York Knicks. Na temporada passada, ele fez a segunda pior campanha, e Carmelo Anthony sofreu várias lesões, que o deixaram de fora de muitos jogos. A equipe também fez contratações: Robin Lopez e os calouros Jerian Grant e Kristaps Porzingis vão tentar ajudar a popular equipe a reviver as glórias do passado.

5) A briga pelo MVP vai ser boa
O jogador mais valioso da briga tem alguns postulantes: Stephen Curry (Golden State Warriors), Anthony Davis (New Orleans Pelicans), James Harden (Houston Rockets), Kevin Durant (Oaklahoma City Thunder) e LeBron James (Cleveland Cavaliers). (Este último, aliás, vale um parêntese: já foi quatro vezes MVP e, depois de uma temporada com várias lesões no pé, está com sangue nos olhos para ganhar o título pela quinta vez, fato até hoje conquistado apenas por Bill Russell, Kareem Abdul-Jabbar e Michael Jordan.)

6) A briga pelo título vai ser melhor ainda
O que não falta é equipe disposta – e com grande elenco e condições – a chegar lá: Golden State Warriors, que é o atual campeão, Cleveland Cavaliers, San Antonio Spurs, LA Clippers, Oklahoma City Thunder, Houston Rockets e Chicago Bulls. Qual é sua aposta?

Abaixo, as 10 melhores jogadas do Golden State Warriors da temporada 2014/2015: