“Luta com a Ronda Roussey vai mudar minha vida”, diz Amanda Nunes

Relembre também o Live que ela gravou com a VIP em agosto, logo após virar a primeira brasileira campeã do mundo no UFC

Por Cláudia de Castro Lima

Uma notícia movimentou o mundo no esporte na semana passada: Ronda Rousey, a ex-campeã dos pesos-galos do UFC, está de volta. A liga de artes marciais mistas marcou o retorno de sua maior estrela para o dia 30 de dezembro, numa luta pelo cinturão contra a atual campeã, Amanda Nunes. A brasileira está exultante — ela já vinha fazendo campanha para que o combate acontecesse em suas mídias sociais, ao mesmo tempo em que seu empresário negociava com o presidente da organização, Dana White.

#ufc207 #FeartheReturn #Dec30th #RouseyvsNunes

A post shared by rondarousey (@rondarousey) on

“Estou muito feliz por essa luta acontecer neste momento da minha vida”, disse ela, ao telefone dos Estados Unidos, onde mora e treina, para a VIP. “Você vê como o mundo dá voltas? Ela era a campeã, agora é a desafiante. Estou em um momento maravilhoso da minha vida, vivendo um sonho e aproveitando tudo. Não podia ser melhor.” Amanda, que é dona do cinturão desde julho, quando derrotou Miesha Tate com um mata-leão no UFC 200, acredita que a luta contra Ronda é a maior que ela pode fazer em sua carreira. “A expectativa é muito grande, os fãs estão esperando ela voltar. Vou mudar minha vida com essa luta. Enfrentar a Ronda não é enfrentar qualquer uma. Ela fez muito por esse esporte e foi dominante por um tempo. Minha defesa de título tinha que ser assim, para eu continuar fazendo história. Se fosse contra outra lutadora, talvez fizéssemos só a luta coprincipal da noite. Com a Ronda vai ser main event, card grande. A gente vai fazer um dos maiores shows da história do UFC”, promete a primeira brasileira campeã do evento.

Amanda explica que seu treinamento vai contemplar um aperfeiçoamento de todas as capacidades. “Para lutar contra Ronda Rousey você tem que estar preparada para tudo. Estou afiando minha trocação [luta em pé], meu jiu-jítsu, minhas defesas de judô e de quadril, meu wrestling… Não quero ter nenhuma brecha no dia do combate, para aproveitar todos os erros que ela cometer, dar uma resposta rápida e finalizar a luta a qualquer momento”, afirma a baiana de Pojuca.
Relembre o Live que ela gravou com a VIP em agosto, logo após virar a primeira brasileira campeã do mundo no UFC.